D. João Lavrador presidiu à missa dominical no Recinto de Oração de Fátima a convite da família Missionária Espiritana

O bispo de Angra, que esta manhã presidiu à missa em Fátima, na qual se integrou a Peregrinação Nacional família Missionária Espiritana, afirmou ser “urgente” e “necessário” despertar em todos os batizados este espirito missionário.

“Todos temos consciência que urge despertar em todos os batizados este espírito missionário” pois “na realidade, em contextos novos repete-se a mesma voz de Jesus Cristo que chama e envia a anunciar o evangelho num mundo cheio de preconceitos e que desdenha dos valores cristãos”, referiu D. João Lavrador durante a homilia.

A partir do Evangelho proclamado em toda a igreja este XIV domingo do Tempo Comum, no qual Jesus reconhece as dificuldades em cada um ser profeta em terra própria, o prelado diocesano insular desafiou os cristãos a não terem medo e, mesmo diante das “dificuldades” do mundo,  “devem ter a coragem de evangelizar”.

“50 anos depois do Concilio Vaticano II,  não deveria haver nenhum cristão que não soubesse que a sua principal missão é evangelizar” afirmou o prelado açoriano .

“Não tenhamos medo de nos deslocarmos ao encontro dos nossos conterrâneos, vizinhos, amigos e colegas de trabalho para anunciar as razões da nossa esperança e o mandamento do amor, constantemente”.

“A igreja evangeliza quando procura converter ao mesmo tempo a consciência coletiva dos homens, a atividade da vida e os meios que lhes são próprios”, concluiu D. João Lavrador que deixou, ainda, uma mensagem direta para os peregrinos pedindo-lhes que se deixem contagiar por este desejo missionário.

“Todos somos missionários e ninguém pode ficar excluído dessa tarefa, pois ser igreja significa ser povo de Deus. E só seremos esse fermento, no meio da humanidade, levando a salvação de Deus a um mundo perdido, dando coragem e esperança para um novo caminho”.

Os Missionários Espiritanos estão a peregrinar a Fátima este fim de semana, uma peregrinação com o tema “Não vos conformeis, transformai-vos”.

A peregrinação – presidida por D. João Lavrador, bispo de Angra – começou com uma saudação a Nossa Senhora de Fátima, na Capelinha das Aparições e depois uma caminhada para a Igreja da Santíssima Trindade.

Este domingo, para além da Eucaristia no recinto do Santuário de Fátima, realiza-se uma sessão missionária no auditório do Centro de Paulo VI.