Viúva do médico Furtado Lima foi, com o marido, uma das grandes beneméritas da diocese

Foi hoje a sepultar a viúva do médico Aníbal Furtado Lima, Maria Laura Furtado Lima, que faleceu esta quarta-feira, em Ponta Delgada.

“A diocese de Angra sente-se no dever de prestar o seu reconhecimento pela sua dedicação, estima, colaboração e entrega apostólica na vida da Igreja diocesana” afirmou o bispo de Angra numa mensagem endereçada à família.

Na missa de corpo presente foi lembrada a atividade e entrega desta leiga comprometida desde a primeira hora com a Igreja.

“A D. Maria Laura Furtado Lima, que agora nos deixa, foi dirigente activa e diligente do Movimento dos Cursos de Cristandade, quer como responsável e sobretudo como Reitora de incontáveis Cursos realizados em S. Miguel, mas também em outras Ilhas da Diocese”, lembra D. João Lavrador.

“Ambos, D. Laura e o Dr. Anibal Furtado, foram fervorosos cristãos, participativos e com zelo apostólico, distinguindo-se sobretudo na Caridade para com os mais desfavorecidos”, referiu ainda.

Numa atitude que classifica de gratidão, o prelado diocesano lembra a doação da Clinica do Bom Jesus, em Ponta Delgada, à diocese através da criação da Fundação Pia Diocesana do Bom Jesus. Igualmente doaram a sua casa particular para servir o clero doente e idoso que precisasse de maiores cuidados junto da Clínica, intitulada Casa de Betânia.

“Acreditando na Palavra da Escritura que nos afirma que a Caridade não acaba jamais (S. Paulo), imploramos ao Senhor da Misericórdia e da Vida que não tem fim que receba a D. Maria Laura na Sua morada eterna e a acolha nos Seus braços de Senhor e Redentor” remata o bispo de Angra.

“As marcas da sua vida vivida em profunda comunhão com Jesus Cristo interpelam-nos a prosseguirmos no empenho activo na evangelização do mundo de hoje” conclui.

Maria Laura Muaricio Furtado Lima tinha 91 anos de idade e foi casada com Aníbal Furtado Lima, falecido aos 80 anos, em 2007.