Atividades lúdicas, momentos de oração e jogos são propostas dos campos de férias dos colégios católicos para o mês de julho

O nome é sugestivo – `Carraças´- e o método envolve as famílias. Este ano o Colégio de São Francisco, em Angra do Heroísmo, vai organizar um campo de férias diferente: pais que se juntam para organizarem campos de férias para os filhos, propondo-lhes várias atividades proporcionando não só o conhecimento de outros jovens mas também despertando-os e educando-os na fé.

“Muitos de nós já experimentámos estes campos, organizamo-los e demo-los a experimentar aos nossos filhos e agora proporcionamos isso aos filhos de gente mais nova”, adianta ao Igreja Açores Tomaz Dentinho, diretor do Colégio de São Francisco, em Angra do Heroísmo.

Este campo decorrerá entre  24 e 31 de julho. Ao todo poderá acolher 50 crianças que acordam e a primeira actividade que têm é a oração; depois fazem jogos e , à tarde, actividades de ar livre, sempre com uma orientação espiritual.

“Depois da catequese formal é uma oportunidade para despertarem os sentidos para outras realidades e dimensões” refere Tomaz Dentinho pois é preciso não esquecer que este é um campo de férias católico e, como tal, tudo tem a marca da religião, mesmo que de forma discreta em que a oração muitas vezes termina em conversas sobre a generosidade ou outros valores cristãos.

Além deste Campo especifico, que é desenvolvido pelo Colégio, os alunos do São Francisco podem ainda participar num outro campo, em Melgaço, de 14 a 19 de julho, organizado pelos dois colégios do continente com que têm relação: os colégios de São Tomaz, em Lisboa e o do Ramalhão, também na capital,  ambos ligados ao Movimento Comunhão e Libertação.

“Estes campos são importantes porque permitem alargar muito o leque dos amigos e a estabelecer relações com pessoas de várias proveniências” refere o diretor.

São cada vez mais e diversificadas as propostas dos colégios católicos açorianos para os campos de férias de verão.

Em Ponta Delgada, o Colégio de São Francisco Xavier, da congregação das Irmãs de São José de Cluny, organiza campos a partir do dia 3 até dia 31 de julho para todas as idades, dos 3 aos 12 anos.

“As crianças desenvolvem muitas atividades especialmente de ar livre mas também muitas visitas a instituições e isso é bom porque as ajuda a ter numa noção da realidade concreta do sitio onde vivem” refere a diretora do Colégio, Ir. Domingas Lisboa.

“ A nossa oferta é muito diversificada e eles têm aqui uma boa oportunidade de passar bem este tempo em que ficam ainda no colégio mas sem aulas” refere a ainda a diretora do Colégio, um dos mais antigos dos Açores.

As inscrições começam a 23 e decorrem até 29 de junho.

Também em Santa Clara, na ilha Terceira, o colégio gerido pelas Irmãs Franciscanas da Imaculada Conceição, o verão não vai dar tréguas com campos para todos os gostos, sobretudo para as crianças em idade do pré escolar. O Colégio não fecha durante o verão e as crianças encontram aqui muitas ofertas, centradas em quatro áreas de interesse: ciência, cultura, natureza e desporto, com idas ao Centro de Ciência, Museus, Bibliotecas, passeios pedestres, atividades desportivas e praia.