Legenda para um outono triste

Legenda para um outono triste

Pelo padre José Júlio Rocha. A que cheira o outono? Talvez a terra molhada, à caruma dos pinheiros no chão, às folhas lentas e desbotadas que se desprendem, dolentes, das árvores que lhes deram vida. Ao vento húmido do nordeste, que se apega aos vidros das janelas...
O dever e o direito… ao respeito

O dever e o direito… ao respeito

Por Renato Moura Respeito pode definir-se como consideração por alguém ou por alguma coisa. Respeitar as pessoas implica, pelo menos, garantir aos outros a liberdade de pensar, de sentir, de se exprimir, de discordar; de aceitar as suas formas de agir. Não seria o...
A arte subtil de saber abrir a porta

A arte subtil de saber abrir a porta

Pelo padre José Júlio Rocha Naquele tempo, Pedro aproximou-se de Jesus e perguntou-Lhe: «Se meu irmão me ofender, quantas vezes deverei perdoar-lhe? Até sete vezes?». Jesus respondeu: «Não te digo até sete vezes, mas até setenta vezes sete.» (Mt 18, 21-22)   No...
O dever e o direito… ao respeito

A ineficácia também gera extremismos

Por Renato Moura A nível mundial estamos confrontados, permanentemente, com radicalismos e extremismos de toda a espécie. Figuras investidas de grandes responsabilidades não param de nos aterrorizar, seja Trump ou Bolsonaro. São pavorosas as notícias que nos chegam...
A arte subtil de saber abrir a porta

Quantas noites Mateus Leal não dormiu?

Pelo Padre José Júlio Rocha Mateus Leal desce a Canada do Biscoito, já quase no fim da rua, perto da estrada regional. Apoia-se num bordão de conteira, casaco puído no ombro direito, setenta e alguns anos em cima da pele. Estamos em finais dos anos oitenta do século...
O dever e o direito… ao respeito

Discernir as imagens

Por Renato Moura Vêm aí as imagens! Não nos referimos às imagens religiosas, pois essas continuam, na sua esmagadora maioria, fechadas nas igrejas! Os últimos meses têm sido pródigos em imagens virtuais. Têm sido tomadas medidas e feitos anúncios que estão longe de...