Irmãs de São José de Cluny fazem balanço “positivo” deste primeiro ano de atividade

A Creche do Colégio de São Francisco Xavier, que acolhe bébés dos quatro meses aos dois anos de idade vai celebrar o primeiro aniversário amanhã e já se encontra com a lotação esgotada, tendo já lista de espera para o próximo ano letivo.

Depois dos primeiros meses terem arrancado com apenas um bébé no berçário e duas crianças na sala dos dois anos, hoje a creche já tem 39 crianças- 10 no berçário, 14 na sala de um ano e 15 na sala dos dois anos.

“Só podemos fazer um balanço muito positivo” disse ao Sítio Igreja Açores a coordenadora da creche, Irmã Tânia da Encarnação lembrando o que dizia a fundadora desta congregação- Ana Maria Javouhey- “quando a obre é querida e tem pernas para andar, anda”.

A creche do Colégio de São Francisco Xavier, foi um projeto “arrojado” numa altura “de crise” mas que correu bem, segundo a responsável, sobretudo “por causa do relacionamento que temos com os pais que têm sido os nossos maiores aliados”, referiu a coordenadora sublinhando que “já existe uma lista de espera”.

“A maneira como nos relacionamos, como acolhemos e os valores que ensinamos são certamente importantes na apreciação dos pais, na sua maioria antigos alunos do Colégio e que querem para os filhos o projeto educativo que eles próprios tiveram”, disse a Irmã Tânia da Encarnação.

A creche não é uma instituição de solidariedade social e por isso tem alguma independência face aos apoios públicos o que, para a religiosa acaba por ser “uma vantagem”.

“Nós apostamos muito na qualidade do serviço prestado. Podemos não ter o espaço e os equipamentos que outros oferecem mas compensamos isso

com a nossa dedicação e entrega a estas crianças e os pais reconhecem-no”. Acresce, diz a coordenadora da creche que “o facto de iniciarmos o processo educativo cedo faz com que consigamos transmitir à crianças determinadas regras e práticas que depois as vão acompanhando ao longo do tempo e as educadoras do jardim de infância, por exemplo, já têm outra capacidade de ação”.

Ao todo, entre educadores, auxiliares e irmãs trabalham na creche 12 pessoas, assegurando o seu funcionamento das 7h30 às 19h00, “sem que alguém pague prolongamentos”. Além disso, existem ainda estagiárias que prestam serviço no Colégio, particularmente na creche.

As instalações da creche resultaram de uma remodelação “profunda” das salas do antigo jardim de infância do Colégio, encontrando-se neste momento em fase de projeto o melhoramento do espaço de recreio ao ar livre.

“Queremos cobrir este espaço, construindo um flexi-piso onde as crianças possam brincar à vontade, mas trata-se de uma obra dispendiosa que tem de ser ponderada e feita com o auxílio dos país, também”, refere a responsável.

De resto, a única instituição de ensino, de inspiração católica, da ilha de São Miguel, acaba de realizar um conjunto de obras “estruturais” em todo o edifício desde a colocação de portas anti fogo, a revestimentos e consolidação de paredes, canalizações, para além de outras obras de manutenção e conservação do edifício.

Atualmente o Colégio de São Francisco Xavier possui 405 alunos e conta com a colaboração de 68 funcionários, entre docentes, auxiliares e pessoal administrativo.

As crianças estão distribuídas pela creche (39), jardim de infância com duas turmas dos 3 e 4 anos e duas turmas para os 5 anos. No primeiro ciclo existem 14 turmas: três turmas do 1º e 2º anos e quatro turmas do 3º e do 4º anos.

O Colégio de São Francisco Xavier é gerido pelas irmãs de São José de Cluny (a comunidade, em Ponta Delgada, é composta por 10 religiosas todas no ativo), que estão nos Açores desde 1893, altura em que a escola começou a funcionar.