Bispo deixou mensagem aos jovens finalistas do Campus de Angra numa celebração que decorreu esta tarde na Sé

O bispo de Angra desafiou esta tarde os jovens finalistas do Campus da ilha Terceira da Universidade dos Açores a serem “determinados”, “exigentes” e “decisivos” na construção de um mundo com menos pobreza e desigualdades.

Na mensagem que enviou aos jovens universitários, que hoje participaram na bênção das Pastas, na Sé de Angra, o prelado insular lembrou que o momento é de festa mas também de compromisso.

“Se este dia é de festa e de alegria é também de desafio e de compromisso” disse D. João lavrador.

“Cada um de vós no contexto da sua formação académica vai ser chamado a colaborar na edificação de uma sociedade e na promoção de uma cultura que se desejam mais humanas, respeitadoras da dignidade da pessoa e do bem comum”, acrescentou.

O responsável pela Igreja Católica açoriana sublinhou a importância da “ética e da competência profissional” para que cada um dos novos licenciados possa valorizar “sempre o ser humano perante os ataques que vêm da manipulação económica, ideológica ou do poder”.

“Há um novo mundo que urge edificar, mas para que tal aconteça depende de todos vós de modo a que já não haja mais lugar a exclusão ou pobreza, solidão ou discriminação. Eis a civilização do amor que se abre perante vós como exigência da vossa ação concreta e determinada” afirmou D. João lavrador.

Socorrendo-se de algumas expressões da nova exortação pós sinodal Cristo Vive, feita pelo Papa Francisco na sequência do Sínodo sobre os jovens e a Fé, o prelado pediu ainda aos jovens que não renunciem ao melhor da juventude, não fiquem a observar a vida da sacada nem confundam a felicidade com um sofá  ou com uma televisão.

“Não vos conformeis com o mundo como está, mas prestai o vosso contributo para que se torne melhor” frisou.

“Com a celebração da bênção das pastas estais a manifestar a vossa alegria por terminar um curso que vos introduz no mundo do trabalho. Mas estais também a agradecer o esforço de todos aqueles que colaboraram na vossa formação, como são a Universidade, a Faculdade, os professores, pais e demais família, amigos, a comunidade universitária na qual vos integrastes ao longo destes anos de estudo”, concluiu felicitando os jovens e as famílias.