O projeto intitulado “Conectados em Cristo” vem responder, aproximar e encurtar distâncias, adiantam os responsáveis

A criação de um site que enquadre as opções e os subsídios da catequese e a aposta num segundo momento de formação são as duas grandes iniciativas programadas pela delegação da vigararia nascente para a catequese nas ilhas de São Miguel e Santa Maria.

Teve início na passada semana, nos dias 16 e 17 de setembro, no centro pastoral Pio XII, ouvidoria de Ponta Delgada e, continuará esta semana no dia 23 e 24 de setembro no salão paroquial da Ribeirinha, ouvidoria de Ribeira Grande, a segunda parte da formação de catequistas, que mobiliza quase três centenas de catequistas para uma atualização de conteúdos doutrinais, assim como orientações vindas da Direção Geral da Saúde (DGS) e Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) .

Numa nota enviada ao Igreja Açores, o responsável pela Catequese na Vigararia Nascente, padre Carlos Simas, destaca que a  formação está assente na primeira parte do novo Diretório Geral para a catequese apresentado em Roma, no mês de Junho e “consiste num novo `arejamento´ e novos métodos de articulação da catequese nos tempos atuais”.

“É uma preocupação de toda a Igreja, inclusive da Igreja Particular, representada na pessoa do nosso Bispo, que tem demonstrado grande preocupação na formação dos catequistas, assim como na articulação da catequese com o desenvolvimento da fé no seio das comunidades”, esclarece o sacerdote.

Acrescenta ainda que “temos de saber, nós temos que correm, saber articular uma catequese que não prescinde do presencial mas não poderá também se ausentar totalmente do digital. Assim como o homem cultiva a terra para dela colher os frutos, também não prescinde de lançar as redes ao mar para dele se alimentar”, ao sublinhar que  “são dois mundos completamente diferentes, mas não deixam de possuir a sua riqueza”.

Por outro lado, a preparação e construção de um site ” irá ajudar a aproximar mais os catequistas e a mobilização de conteúdos e materiais de apoio entre a delegação e as paróquias”, adianta.

“Durante o verão uma equipa desta delegação esteve a trabalhar para planificar várias catequeses que se encontram planificadas no site e que, num possível tempo de retorno ao confinantes poderão ser muito úteis para que a catequese não estagne nem se perca tempo no anúncio do Reino”, refere o delegado da catequese. 

As catequeses estão feitas de “forma muito simples e clara por forma a que a mensagem não chegue somente aos catequistas, mas também aos pais e respetivos filhos”, esclarece ainda. 

“É um projeto que requer, como tudo na vida, um compromisso e um relembrar que a família foi, é e continuará a ser a igreja doméstica, imprescindível em qualquer altura”.

O site está sediado no seguinte endereço: www.daecsmiguel.wixsite.com/meusite

Neste site encontram-se já as catequeses planificadas, cujos conteúdos estão preparados para as quatro etapas das catequeses.