Presidente da Conferencia de São Tomas de Aquino proferirá uma palestra

A conferência Vicentina de São Tomás de Aquino promove este domingo uma celebração do dia do Vicentino na paróquia do Posto Santo, na ilha Terceira. As celebrações começam com uma eucaristia seguida da apresentação de relatórios dos trabalhos desenvolvidos pelas 13 conferências que existem na ilha Terceira e termina com um almoço partilhado. Haverá ainda a oportunidade para uma reflexão sobre uma temática relacionada com a pobreza, por parte do presidente da Conferência Vicentina de São Tomás de Aquino, Nuno Pacheco de Sousa.

Com sede no Seminário Episcopal de Angra, a Conferência tem 63 anos e é particularmente ativa no contexto das conferências da ilha Terceira, organizando anualmente várias actividades entre elas uma sessão formativa para a qual são convidados todos os vicentinos da ilha.

A Conferência Vicentina de São Tomás de Aquino foi fundada a 20 de Janeiro de 1955 pelos alunos do quarto ano de teologia, do Seminário Episcopal, tendo como primeiro presidente o Pe José Garcia e como assistente espiritual José Enes e, no dia em que foi constituída, foi também iniciado um costume que até hoje se mantém, o chamado “Pobre dos pobres”. Esta tradição consiste na visita diária ao Santíssimo Sacramento por dois ou mais confrades que deverão, segundo a acta nº 1, pedir a Deus pela Sociedade de São Vicente de Paulo, pela Santa igreja, por Portugal e pelo Santo Padre.

Volvidos 63 anos esta conferência mantém plena atividade, contando com 22 membros. Todos os seminaristas são vicentinos.

Por trimestre, são feitas mais de 30 assistências. A conferência vive de donativos de vários sacerdotes e outros benfeitores que a auxiliam monetariamente.

No dia 9 de dezembro, a obra vicentina da Cadeia de Angra, que integra também vários seminaristas também promoverá uma ação junto dos reclusos com a Missa presidida pelo bispo de Angra seguida de um almoço.