Pe Jason Gouveia vai integrar uma das comunidades da Obra de Maria a partir de quarta feira

O Pe Jason Gouveia, 34 anos, sacerdote da Diocese de Angra, pároco de Ponta Garça, parte hoje para o Brasil, a tempo de participar nas comemorações da Comunidade Obra de Maria, uma das novas comunidades de vida consagrada, reconhecidas pela Igreja Católica, que celebra este mês 25 anos de existência.

Fundada no Brasil, pelo leigo Gilberto Gomes Barbosa e presente em países como Argentina, Paraguai, Bolívia, Portugal (São Miguel e Fátima), Itália (Roma) e Israel possui, ainda,  cinco casas de Missão em África. É uma comunidade que trabalha sobretudo com jovens, através da oração e da música, como meios de evangelização.

A grande novidade é que nestas novas comunidades “todos, homens ou mulheres, solteiros, célibes ou casados, padres e leigos, os disponíveis de compromissos e os ocupados com disponibilidade, todos podem viver a mesma consagração e missão na unidade de um só carisma”, disse ao Sítio Igreja Açores o Pe Jason Gouveia que vai para o Brasil levando na bagagem “uma enorme expetativa” de poder “servir a igreja local”.

A Obra de Maria está nos Açores há três anos e veio, justamente,  pela mão do Pe Jason Gouveia, que instalou na ouvidoria de Vila Franca do Campo, onde se situa a paróquia de Ponta Garça, que serviu nos últimos anos, a primeira comunidade.

Agora que parte para o Brasil há “como que numa permuta” pois para o seu lugar na ilha de São Miguel vem um sacerdote desta Comunidade.

Atualmente a obra de Maia conta já com um sacerdote em São Miguel, o Pe José Claudio, pároco de Rabo de Peixe, e alguns leigos consagrados. Também ele vai acompanhar o Pe Jason Gouveia tal como o Bispo de Angra, D. António de Sousa Braga e os três participarão nas celebrações das bodas de prata desta comunidade, cuja presença é muito forte no Estado brasileiro de São Paulo.

À mensagem do Evangelho acrescentam sempre uma alegria “contagiante” através da música e da organização de celebrações fora das igrejas.

A organização do Cenáculo (oração da palavra na casa de uma família uma vez por mês), os Trilhos com Cristo (passeios pedestres com oração e reflexão da palavra), as Pedaladas com Cristo (passeios de bicicleta à Caldeira Velha da Ribeira Grande) ou ainda os Encontros com Cristo na Rua (assembleias improvisadas na rua para celebrar a palavra) são algumas das iniciativas deste grupo que “tem como carisma levar a boa nova com alegria”.

Cantar, Orar e Comprometer-se. Mais do que três palavras, são os três lemas deste grupo católico, cuja principal missão consiste na organização de peregrinações anuais a lugares santos, como a Terra Santa, Fátima, os Caminhos de São Paulo, entre outros.

É este desejo de “missionar” junto de comunidades “que conseguem partilhar tudo e ser igreja” na sua plenitude que movem o jovem sacerdote que este ano que agora terminou editou o seu primeiro trabalho discográfico- Cristo reina- transformando-se no primeiro sacerdote açoriano com um cd editado.

“Vou iniciar um caminho que ainda não consigo ver o seu fim”, disse ao Sítio Igreja Açores que garante ir viver “uma experiência de comunidade, de uma nova comunidade, em que jovens servem a Igreja num carisma concreto, mas com todos os estados de vida. Vou poder viver em igreja como os primeiros cristãos. Vou com a possibilidade de aprofundar a espiritualidade carismática, que abracei e quero desenvolver para que seja mais conhecida, mesmo dentro da Igreja. Vou aberto a TUDO o que Deus quiser de mim”.