Cónego Jacinto Bento apresenta Terra Santa- Itinerário de uma Peregrinação

Terra Santa- Itinerário de uma Peregrinação é o título do livro da autoria do Cónego Jacinto Bento que irá ter lançamento tripartido em Ponta Delgada, Angra e Horta.

A obra que relata a experiência da Peregrinação na ótica do único guia português na Terra Santa, acreditado no Patriarcado Latino, será apresentado no próximo dia 10 de maio, pelas 21h00, na Igreja do Colégio de Ponta Delgada, pelo Pe. Agostinho Lima, Ouvidor do Nordeste.

No dia 16 de maio, pelas 20h00, na Igreja de São Pedro de Angra, será o próprio bispo diocesano a fazê-lo e no dia 2 de julho, a obra será apresentada na Cripta da Igreja dos Flamengos, ilha do Faial, pelo Pe. Marco Luciano Carvalho, Ouvidor da Horta.

No prefácio, feito pelo Vigário Patriarcal para a Jordânia, D. William Shomali afirma que “Esta terra tem o cheiro do divino e da vida eterna e uma peregrinação torna-se uma ação de mudança de vida. De facto, é o melhor lugar espiritual que pode existir para obter a graça da conversão. Aqueles que iniciam uma jornada nessa direção verão que a sua fé começa de novo, porque tudo teve o seu início aqui”.

Já o autor do texto destaca que o livro, além de ser resultado das peregrinações que organizou, acompanhou e guiou, também “é resultado de visitas de estudo” que fez à Terra Santa, “de informações de autóctones de várias proveniências: muçulmanos, judeus, cristãos (bispos, padres, religiosos, leigos), Ministério do Turismo de Israel, guias de Israel e da Palestina e outras instituições. Também é resultado de leituras e pesquisas, bem como da reflexão feita para relacionar a Bíblia com a história, a geografia, a cultura e as religiões”.

“O texto é, pois, um modesto contributo para a divulgação da Terra Santa junto das nossas comunidades, no sentido de perceberem o grande significado de visitar não só a História e Geografia da Salvação, mas também os cristãos da Igreja Mãe de Jerusalém, que são o fio condutor que nos liga à comunidade primitiva, à qual também pertenceu Jesus, e que precisam da solidariedade de todas as Igrejas” refere o autor em jeito de conclusão.

Esta publicação tem como objetivo: evangelizar através dos lugares de origem; promover e divulgar a Terra Santa; conhecer as comunidades cristãs locais com o intuito de uma mútua colaboração; sentir de perto a diversidade e unidade da Igreja presente nas diversas denominações cristãs; observar como é que é possível fazer-se o diálogo ecuménico, no meio de tanta diversidade de igrejas e ritos; verificar as relações entre as religiões abraâmicas e quais as reais possibilidades do diálogo inter-religioso; consciencializar os peregrinos para os lugares onde aconteceu a salvação; saber quem e como vela por esses lugares santos; tomar conhecimento das comunidades cristãs locais; compreender como é que os lugares santos são património de todos; entender o fenómeno do entrecruzamento de culturas e como evangelizar as peregrinações através dessas culturas.

“Uma peregrinação é um momento privilegiado de evangelização; compreender melhor o Mistério da Salvação na História e na Geografia da Salvação, porque como diz o Papa Paulo VI, existe uma história e geografia da salvação” refere ainda o autor na introdução.