Recitação do Rosário, sarau musical e vigília são algumas das iniciativas que constam do programa

A festa de Nossa Senhora da Paz, que se inicia hoje na ermida da Senhora da Paz em Vila Franca do Campo, fará convergir à antiga capital da ilha milhares de fieis que habitualmente nesta data celebram neste espaço, candidato a santuário mariano na ilha de São Miguel.

O programa da peregrinação mariana começa esta tarde com a recitação do terço, às 19h30, seguindo-se a eucaristia às 20h00, animada pelo grupo coral Vozes do Arcanjo. Às 21h00 o grupo Santa Clara Cantorum irá animar um sarau musical e às 22h00 inicia-se a vigília orientada pelos escuteiros da Vila.

No domingo, a Eucaristia presidida pelo ouvidor eclesiástico de Viula Franca do campo, Padre José Alfredo Borges, será às 11h30 e nela participará, entre outros, o Grupo Coral Prioral da Matriz de São Miguel Arcanjo. Às 15h00 será rezado o terço pela Paz, com recitação pelos ranchos de Romeiros de Vila Franca do Campo, grupos de homens penitentes da Quaresma que têm uma forte motivação pastoral mariana.

Na segunda feira, dia 15 de novembro, as festas em honra da Senhora da Paz terminam com uma Eucaristia às 19h30, com o grupo coral de São Pedro, que será precedida da recitação do terço.

A ermida de Nossa Senhora da Paz, sobranceira a Vila Franca do Campo, há muito que é um lugar de romaria popular e  a comunidade cristã deste lugar na ilha de São Miguel já pediu, por diversas vezes, ao bispo de Angra a sua elevação a santuário.

Este é um lugar especial de vivência cristã para o povo, verdadeiro santuário de espiritualidade mariana para a população de São Miguel.

A Ermida de Nossa Senhora da Paz foi construída em 1764 mas remonta a um templo mais primitivo. Desde 1991 que o templo é classificado como Imóvel de Interesse Público, pelo Governo Regional dos Açores.