Solenidade coincide com a III peregrinação diocesana de acólitos

Está a decorrer no Convento do Carmo, na Horta, ilha do Faial, o novenário da  Festa de Nossa Senhor da Carmo, que liturgicamente tem o seu dia a 16 de julho.

“Com Maria, viver a Alegria do Evangelho” é o tema da preparação que desde ontem até 14 de julho, começa às 17h30 com Terço Meditado e Sacramento da Reconciliação, seguindo-se a celebração da Eucaristia.

Este ano, a Solenidade de Nossa Senhora do Carmo, coincide com a III Peregrinação Diocesana de Acólitos, que se realiza no Faial entre 15 e 16 de julho e que conta com a participação de mais de cem acólitos de cinco ilhas do arquipélago- São Miguel, Terceira, Faial, Pico e São Jorge- .

Por isso, no dia 15 de julho, além da habitual procissão de mudança da imagem de Nossa Senhora do Carmo, do Convento do Carmo para a Igreja Matriz do Santissimo Salvador, às 20h00, da parte da tarde haverá o inicio das oficinas de formação para os acólitos.

Ao todo são cinco “Oficinas” nas quais os jovens terão de se inscrever. Uma delas é orientada pelo próprio Diretor Nacional do Serviço de Liturgia, Pe Luís Leal e que se intitula “Viver a Liturgia e as Alfaias Litúrgicas”.

De resto, as oficinas serão todas desenvolvidas por sacerdotes: “A Alegria do Evangelho”, pelo Pe Paulo Silva (Angústias); “Ser acólito: espiritualidade e ministério”, pelo Pe Marco Sérgio Tavares(Mosteiros); “Ser discípulo de Jesus: uma reflexão a partir dos Evangelhos”, pelo Pe Bruno Rodrigues (Cedros) e “Os Sacramentos na vida da Igreja” pelo Pe Tiago Tedeu (Capelo). De referir que estas oficinas têm graus de exigência diferentes e, por isso, os jovens participantes serão orientados de acordo com a idade e formação já adquirida.

Os acólitos integrararão a procissão da mudança, acompanhada pela filarmónica Nova Artista Flamenguense.

A 16 de julho, a Missa Solene é as 11h00 e será pregada pelo Pe Marco Sérgio Tavares, ouvidor adjunto de Ponta Delgada.

Além da procissão, durante a tarde, destaque para o cocnerto de estreia da “Missa Brevis” de Gounod pelo Coral de Santa Catarina, regido pelo maestro Pe Marco Luciano, na Capela dos Terceiros do Convento do Carmo.