12Celebração será no adro do santuário com algumas restrições

O Núncio Apostólico na Geórgia e na Arménia, o arcebispo açoriano D. José Bettencourt, será o presidente da edição deste ano das Festas do Senhor Bom Jesus do Pico, sob o lema “Senhor Bom Jesus: Caminho, Verdade e Vida serás a nossa esperança”.

O Novenário que começa a 27, com a trasladação da Imagem da capela para o trono do altar do Santuário, vai ser pregado pelo vice-reitor do Santuário do Senhor Santo Cristo dos Milagres, em Ponta Delgada, monsenhor José Medeiros Constância.

A festa, nos dias 5,6 e 7, decorrerá no adro do Santuário e os peregrinos deverão observar o distanciamento físico entre si.

“Iremos celebrar como for possível e estes tempos exigem” referiu o reitor do Santuário padre Marco Martinho ao Igreja Açores.

A festa termina no dia 7 com a procissão de regresso à sua capela da imagem que este ano também não percorrerá as principais artérias de São Mateus.

As festas do Senhor Bom Jesus do Pico, um dos cinco santuários diocesanos dos Açores, decorrerão este ano de acordo com as regras em vigor neste contexto de pandemia, sem as procissões que lhe costumam ser associadas. Também dentro do Santuário serão observadas todas as regras de segurança e higiene, devendo os peregrinos respeitar as indicações dos acolhedores.

A festa do Senhor Bom Jesus Milagroso é uma das mais emblemáticas manifestações religiosas da Diocese de Angra e do Arquipélago dos Açores que conta com a participação de milhares de forasteiros, sobretudo das ilhas vizinhas e também da diáspora, entre 27 de julho até 7 de agosto.

A festa remonta a 1862, quando o emigrante Francisco Ferreira Goulart trouxe do Brasil uma imagem do Senhor Bom Jesus.