“O Mundo precisa de Fraternidade e esperança” é o mote para a festa deste ano que começou esta quarta-feira, e que terminam a 1 de setembro

As festas do Senhor Bom Jesus da Pedra começaram esta quarta-feira com o primeiro dia do tríduo preparatório, cantado pelo grupo coral de São Pedro e a pregação a cargo do padre Paulo Borges, que será o pregador da edição de todo o tríduo deste ano. A Missa da festa, que terá transmissão em direto na RTP1, no próximo domingo, às 9h30 (hora dos Açores), será presidida pelo Vigário Episcopal para São Miguel e Santa Maria, cónego Adriano Borges. O sacerdote presidirá já à Eucaristia de sábado, às 20h00, que habitualmente se seguia à mudança da Imagem da Igreja da Misericórdia para a Igreja de São Miguel Arcanjo, onde a imagem do Ecce Homo ficava em Vigília de oração.

Entre domingo e segunda-feira existirão arrematações  on-line entre as 14h00 e as 18h00. As missas vespertinas de domingo, segunda e terça-feiras, às 20h00, serão presididas pelos padres José Borges, ouvidor de Vila Franca do campo, Nuno Sousa, Vigário Paroquial da Matriz de Vila Franca e de São pedro e Tiago Tedéu, pároco de Ponta Graça.

Embora não se realize a habitual procissão solene no domingo, pelas principais artérias de Vila Franca, já serão em maior número os emigrantes presentes nas festividades.

As festas em honra do Senhor Bom Jesus da Pedra são, “desde sempre”, organizadas pela Santa Casa da Misericórdia de Vila Franca do Campo e realizam-se no último domingo de agosto, “pelo menos desde 1903, data da autorização do Papa Leão XIII para que estas festividades fossem reconhecidas”.

A Misericórdia da Vila é uma das mais antigas da Diocese de Angra, de 1551 ou 1552, quando se deu a fundação da Confraria da Misericórdia e foi também nessa época que, depois de ter a funcionar o hospital, construiu a sua capela, naquele que é o principal complexo arquitetónico de Vila Franca do Campo – igreja, hospital, consistório e farmácia.