Obra pontifícia assinala este domingo o seu dia, em Portugal

A obra pontifícia Infância Missionária hoje o seu dia, em Portugal, na solenidade litúrgica da Epifania do Senhor, com destaque para “ideias importantes” – estrela, magos, caminho – a família, num ano dedicado à solidariedade com as crianças da América.

A Obra da Infância Missionária sugere que este domingo seja vivido em missão em três passos que começam pela leitura da passagem do Evangelho de São Mateus (Mt 2, 1-12) sobre os três magos e o Menino Jesus.

Os agentes pastorais são também convidados a refletir com as crianças sobre a passagem bíblica do Evangelho onde destacam três ideias importantes”: estrela, “magos” e o caminho, que “implica estar atentos” para fazer caminhos novos, “partilhar o caminho com os outros, a procura e os possíveis encontros com outros”.

Neste contexto, a Infância Missionária em Portugal sugere como compromisso missionário que durante esta semana os mais novos façam “uma estrela para oferecer para que outros também encontrem Jesus”.

Até 2022, as Obras Missionárias Pontifícias querem “fortalecer e desenvolver” o lema da Infância Missionária «IM» em Portugal – ‘das crianças do mundo, sempre amigos’.

Ao longo de cinco anos pastorais, desde 2017, cada ano tem diversos elementos: “Um dedo da mão e um verbo associado”, um guião que em 2019/2020 convida a “partilhar vida e missão”, com uma cor dos 5 continentes e uma criança.

Os objetivos específicos para este ano pastoral são que as crianças da Infância Missionária “conheçam e amem Jesus como modelo para que sejam e vivam como Ele”, por isso, apresentam Jesus numa linguagem e realidade adequada para as crianças, “ajudando a compreender a sua colaboração nesta missão universal com todas as crianças do mundo”.

O terceiro guião do quinquénio explica que o cartaz deste ano tem como objetivo principal “identificar e exercer o carisma próprio da I.M.”, a solidariedade especialmente “apoiando alguns grupos da Infância de países como Venezuela, Peru e Brasil, do continente da América”, depois da atenção à Ásia e África nos dois primeiros anos.

As dioceses católicas portuguesas estão a dinamizar diversas iniciativas, por exemplo o Secretariado Diocesano de Ação Missionária de Aveiro informa que o mealheiro solidário de partilha missionária este ano vai ajudar o apoio escolar no Brasil, o apoio a crianças na floresta amazónica no Peru e apoio alimentar a crianças na Venezuela.

Nos Açores a festa foi celebrada nas igrejas da Fonte Bastardo, na tarde de Sábado e hoje em São Mateus.

Infância Missionária foi fundada por D. Charles de Forbin Janson, bispo de Nancy (França), com o lema ‘crianças ajudam e evangelizam crianças’, em 1843, e o Dia da Infância Missionária foi instituído oficialmente pelo Papa Pio XII, em 1950.

(Com Ecclesia)