As quatro casas que asseguram a maioria das camas de saúde mental na região reivindicam apoios

As direções das quatro casas que asseguram a maioria das câmaras de saúde mental na região vão encontrar-se com o secretário regional da Saúde no próximo dia 6 de dezembro.

“A reunião, que tem como pontos de agenda o aumento da diária e o pagamento da dívida acumulada, confirma a boa-fé dos Institutos que, por via do diálogo procuram evitar ou adiar a tomada de posições mais extremadas” informa um comunicado enviado ao Sítio Igreja Açores esta noite.

No passado dia 20 de novembro, os Institutos Hospitaleiros tornaram pública a sua tomada de posição, de ponderarem a “suspensão do acordo para internamento de pessoas com doença mental” por falta de financiamento do Governo regional dos Açores. Em resposta, o Secretário Regional da Saúde e Desporto, em nota de imprensa, manifestou “toda a disponibilidade para um trabalho conjunto, no sentido de encontrar consensos”.

“A reunião assume particular importância, esperando os Institutos Hospitaleiros que da mesma resultem as medidas de sustentabilidade indispensáveis para a continuidade da prestação de cuidados de saúde em psiquiatria por parte destes Institutos na região”, diz ainda o comunicado.

Os Institutos Hospitaleiros estão presentes nos Açores desde 1927, possuem mais de 600 camas em psiquiatria e saúde mental, representando 97% da capacidade de internamento do Serviço Regional de Saúde.