Ana Abelha é a nova presidente da Associação Juvenil Católica XTO.

No ano em que os jovens da diocese de Angra, tal como toda a igreja, são convidados a sair em missão, a XTO reorganiza-se e promove  programa mensal de evangelização dos jovens, com iniciativas diversas em vários pontos da ilha de São Miguel. Entre as ações calendarizadas está a revitalização da rádio XTO, a primeira emissora web jovem em Portugal. A associação tem uma nova presidente- Ana Abelha- 31 anos, licenciada em sociologia. Pertenceu à Legião de Maria juvenil e ao Movimento da Mensagem de Fátima; hoje é professora de Educação Moral e Religiosa Católica na Escola Secundária Antero de Quental. Está na XTO desde o seu inicio, há 3 anos, e agora assumiu a presidência. Em discurso direto fala das prioridades pastorais desta associação, com forte presença na ilha de São Miguel.

 

Sítio Igreja Açores- Qual é o programa da XTO para este ano pastoral?

Ana Paula Abelha- O programa da XTO para este ano pastoral centra-se, em primeiro lugar, no estudo individual e em grupo da Exortação Apostólica Evangelii Gaudium do Santo Padre Francisco ao Episcopado, ao Clero, às Pessoas Consagradas e aos Fiéis Leigos sobre o Anúncio do Evangelho no Mundo Atual.

Todas as segundas-feiras, decorre a reunião semanal das equipas de trabalho da Associação, na nossa atual sede, na Junta de Freguesia de Ribeira Seca, do concelho da Ribeira Grande. A associação conta com treze membros ativos, mas por motivos acadêmicos/formação, contamos com nove membros, semanalmente, embora nós acabemos por convidar os nossos sócios e os jovens para participarem em alguma atividade da associação e a colaborarem connosco.

Quanto às atividades de vivência espiritual disponíveis aos jovens interessados, no mês de novembro de 2014, realizamos a Experiência Shemá, que convida os jovens participantes a serem radicais na fé, através da escuta e de uma atitude ativa em comunidade. Esta é uma experiência que vem no seguimento da descoberta de nós próprios, na Experiência Damasco, e depois de conhecer Jesus Cristo, na Experiência Emanuel. Temos planeado, ainda, a realização de mais duas Experiências Damasco. Uma decorrerá nos próximos dias 27 e 28 fevereiro e 1 março e a outra decorrerá no segundo fim-de-semana do mês de abril.

Nos restantes meses encontram-se agendados encontros mensais no terceiro sábado de cada mês, aberto a todos os jovens e suas famílias.

A Associação, também, realiza retiro para Crismandos,  para as paróquias interessadas.

No seguimento do nosso programa temos como objetivo a reabertura da rádio web da XTO, mas de momento estamos a avaliar todos os recursos necessários.

 

Sítio Igreja Açores- O lema da XTO é colocar os jovens a evangelizar outros jovens. Que balanço faz da atividade da associação?

Ana Paula Abelha– No final de cada ano pastoral, é realizado um balanço das atividades desenvolvidas pela Associação XTO, com o objetivo de avaliar os aspetos positivos e os aspetos a melhorar.

No ano que findou, o resultado deste balanço, em geral, foi bastante positivo, sob a presidência de Júlia Raposo. As atividades propostas foram concretizadas, nomeadamente a realização de dois retiros espirituais: uma experiência Damasco e uma Experiência Emanuel. E, ainda, a Experiência O Querigma, que convida à entrega do Espírito Santo, este Deus que faz experiência de presença connosco, que foi realizada na ilha do Pico no mês de julho de 2014.

Foram realizados, ainda, um café-concerto, com atuação do Padre Jason Gouveia e momento de adoração com o Padre José Cláudio; uma formação e workshop sobre o advento com a orientação dos Padres Jason Gouveia e Nuno Maiato; uma formação sobre o Batismo no Espírito e, ainda, um encontro de meditação e oração com via-sacra na sexta-feira santa. (Presidente: Ana Abelha e Vice-Presidente: Júlia Raposo)

 

Sítio Igreja Açores- Um dos fundadores da associação foi para o Brasil, justamente o Pe Jason Gouveia.. Há algum sentimento de orfandade? Quem assegura o acompanhamento espiritual da associação?

Ana Paula Abelha– Pois, é verdade. O fundador da Associação XTO, Padre Jason Gouveia, neste momento encontra-se em missão no Brasil, que nós apoiamos e pela qual rezamos.

Se há algum sentimento de orfandade… é normal que sintamos alguma ausência, pois foram alguns anos a evangelizar e a sermos orientados pelo Padre Jason e (julgo que posso falar por todos os membros) foi com ele que, em grande parte, conseguimos chegar àquilo que somos na nossa caminhada de fé.

Contudo, no sentido da palavra não nos sentimos abandonados, porque Deus sendo nosso Pai, nunca nos desampara.

E neste sentido, atualmente, temos a graça do nosso diretor espiritual ser o Padre Nuno Maiato. Foi uma das pessoas que sempre apoiou a Associação Xto, e apesar de termos consciência que se encontra, também, com muitas atividades, percebemos que foi com muito carinho que aceitou o convite a este chamado de Deus.

 

Sítio Igreja Açores- Qual é o Papel da XTO no âmbito da Pastoral juvenil?

Ana Paula Abelha- O projeto da Associação XXTO surgiu para ir ao encontro dos jovens e levar a mensagem de Deus através do exemplo genuíno de outros jovens.

A associação considera que a adesão às nossas atividades propostas tem sido positiva, por verificarmos alguma recetividade por parte dos jovens. E, embora seja uma associação sensivelmente recente, tudo nos leva a crer que só por desconhecimento não temos  uma maior participação.

A associação pretende continuar as suas atividades de forma dinâmica e com o objetivo de envolver não só a comunidade em que nos inserimos mas também chegar mais longe.

Como já referi, contamos sempre com a colaboração dos jovens e familiares que se associam a nós.

 

Sítio Igreja Açores- Às vezes dá a sensação de que há muitos grupos, mas pouco coordenados. Enquanto líder de uma associação de juventude, comunga desta visão?

Ana Paula Abelha- Pois, se calhar parecemos desorganizados, mas não esqueçamos que existe sempre um trabalho que nem sempre é divulgado.

Muitos dos grupos que existem, também, estão expostos à agitação do dia-a-dia, pois todos nós temos o nosso trabalho, a nossa família e a nossa vida social e quem pertence, normalmente, aos movimentos/grupos, como qualquer pessoa tem as suas limitações e acaba por dedicar algum do seu tempo livre à obra de Deus.

Outro aspeto importante é que cada grupo, movimento e/ou associação funciona conforme o seu público-alvo e, sem dúvida, terão de existir meios diferentes tanto de divulgação como de ação.

 

Sítio Igreja Açores- Como é que se articula com os restantes movimentos ou grupos ligados à pastoral juvenil?

Ana Paula Abelha- A Associação articula-se através da partilha dos seus planos de atividades, da sua participação nas diversas atividades que lhe são propostas, que a nível de ouvidoria quer a nível de diocese. E, nós, como associação de jovens católicos tentamos marcar a nossa presença, levando Deus para os nossos meios ambientes de forma a estarmos despertos para todos os que de nós necessitam.

 

Sítio Igreja Açores- A XTO colocou no ar a primeira rádio web. Mas entretanto o projeto adormeceu. Está prevista alguma atividade para o reativar?

Ana Paula Abelha– Como foi referido anteriormente, a rádio web da associação embora adormecida, não é um projeto esquecido. Encontramo-nos num processo de avaliação para a sua reabertura.

 

Sítio Igreja Açores- Que contributo dará a XTO para se alcançarem os desafios colocados pelo prelado diocesano que quer uma igreja em movimento?

Ana Paula Abelha- A associação está aberta a novos desafios e sempre com o objetivo de chegar às “periferias” como refere o nosso Papa Francisco. Tentamos, sempre, dar o nosso melhor sempre que somos chamados ao serviço de Deus.

 

Sítio Igreja Açores- Quais são os grandes desafios da associação para este ano e para os anos mais próximos?

Ana Paula Abelha– Sempre será o nosso grande desafio: sermos radicais na nossa fé e levar a essência de Deus para a nossa vida e para os outros.

Por isso, a associação pretende ir ao encontro de quem ainda não nos conhece e daqueles que ainda não tiveram oportunidade de experimentarem Cristo nas suas vidas.

 

Sítio Igreja Açores- A XTO é uma associação com sede e representatividade em São Miguel. Quando e como ganhará uma dimensão diocesana?

Ana Paula Abelha-A XTO sendo uma associação recente, através dos meios de informação e comunicação, das atividades, digamos, que vai-se dando a conhecer e aí só o tempo dirá quando é que ganhará uma dimensão diocesana.

Como!? Consideramos que através das nossas atividades, pois desejamos que a XTO atinja cada vez mais jovens quer pela deslocação a outros locais que a própria associação poderá vir a fazer para realização das suas atividades, quer na ilha quer a nível de diocese. E, ainda, de alguma forma chegar àqueles que não conseguimos chegar pessoalmente.