Obra retrata a vida e a história dos 161santuários portugueses (116 marianos, 27 cristológicos e 18 dedicados a santos e santas)

O primeiro livro com a história e a descrição dos 161 santuários existentes em Portugal- “Santuários de Portugal- Caminhos de fé”- da autoria de Maria do Rosário Barardo, vai ser lançado em São Mateus do Pico, no âmbito das Festas do Senhor Bom Jesus Milagroso, esta terça feira, dia 4 de agosto.

Depois de ter tido lançamento nacional em Ponta Delgada, na abertura das Festas do Senhor Santo Cristo, com apresentação do reitor do Santuário do Senhor Bom Jesus do Pico, a obra que fala da história dos cinco santuários diocesanos, volta a merecer destaque entre portas.

“Foi um trabalho árduo, de muita paixão”, iniciado em 2007, depois de quase 20 anos de “amadurecimento de uma ideia”  nascida no Ano Europeu do Turismo(1990), que passava por “contar de forma simples e acessível a história e as vivências dos Santuários Portugueses”, disse ao Sítio Igreja Açores a autora do livro.

A principal dificuldade foi a “inexistência de estudos ou teses aprofundadas” sobre a maioria dos Santuários cuja história “permite estabelecer uma compreensão do passado, do presente e de uma moldura memorial que estes templos desenham, para crentes e não crentes, sobretudo para estes”, refere ainda Maria do Rosário Barardo.

“O trabalho inicial assentou em 245 locais de culto cuja piedade popular designa como santuários”, no entanto, a Associação de Reitores dos Santuários de Portugal, deciidu que só 161 tinham efetivamente esse estatuto.

“Estou convencida que o resultado final vai permitir compreender as manifestações de piedade popular e perceber como nelas subjazem autênticos tesouros de fé e seculares tradições”, conclui.

O livro tem cerca de 700 páginas, está organizado em 20 capítulos (tantos quantas as dioceses, incluindo as Regiões Autónomas, nomeadamente as dioceses de Angra e Funchal) e, cada capítulo contém o mapa da respetiva diocese, com o nome e a localização dos santuários, apresentando em algumas delas referências a outros locais de culto existentes, que o povo considera santuários, mas que nunca foram canonicamente reconhecidos.

A metodologia usada para descrever cada santuário é igual para os 161 descritos nesta obra, publicada pela Editora Paulinas, com os seguintes capítulos: localização, memória de culto, descrição e festividades.

No capítulo II dedicado à diocese de Angra, são apresentados os  Santuários de Nossa Senhora da Conceição(Angra); Nossa Senhora dos Milagres (Serreta- Angra); Santo Cristo da Caldeira (São Jorge); Senhor Bom Jesus Milagroso (Pico) e Senhor Santo Cristo dos Milagres (São Miguel).

Cada Santuário é apresentado a partir da sua localização geográfica; depois refelete-se sobre a memória do culto; uma descrição do edificio e as festividades a ele associadas, pontuando-se sempre com fotografias do interior e do exterior do Santuário.

O livro que demorou três anos a ser feito é uma edição a quatro cores, em papel couchet e pesa 2,5kg.

As Festas do Senhor Bom Jesus Milagroso decorrem desde o passado dia 27 de julho e têm como ponto alto a Eucaristia e a Procissão Solenes no dia 6 de agosto que este ano serão presididas pelo Bispo do Mindelo, D. Ildo Augusto dos Santos Lopes Fortes.