Decisão foi tomada em articulação com as recomendações das autoridades regionais de saúde

Crianças, idosos e doentes do Movimento da Mensagem de Fátima não irão participar este ano nas respetivas peregrinações e retiros nacionais agendados para os meses de junho, julho e setembro, na Cova da Iria, em Fátima.

O presidente do Secretariado Diocesano, Nelson Gonçalves, adianta que depois de ponderadas todas as situações, nomeadamente a “especial vulnerabilidade” de idosos e doentes “decidimos cancelar estas participações”. Igual opção foi tomada em relação às crianças, embora neste caso, “tenham sido os pais a interpelarem-nos para não irmos”, referiu ainda.

O Secretariado Diocesano da Mensagem de Fátima na diocese de Angra é um dos mais presentes e assíduos nas peregrinações nacionais do Movimento, sendo sempre repetente em todas as ocasiões .

“É uma situação extraordinária que todos compreenderão” avança ainda Nelson Gonçalves que diz que a decisão foi tomada “colegialmente e com muita ponderação”.

“Sabemos que a Peregrinação Nacional e o Retiro ainda vêm longe mas há questões que têm de ser resolvidas já como as passagens aéreas e não poderíamos estar a correr o risco de estar a pagar tudo e depois não podermos deslocar-nos” esclareceu ainda.

Adiado ficou, igualmente, o Curso da Mensagem de Fátima agendado para o fim de semana de 20 a 22 de março, por não estarem reunidas as condições para a sua realização no contexto da pandemia do Covid-19.

“O triunfo do amor nos dramas da História” é o tema do Curso sobre a Mensagem de Fátima, que decorreria entre 20 e 22 de março,  no Salão do Seminário Episcopal de Angra, na ilha Terceira, sob a orientação da Irmã Ângela de Fátima Coelho, religiosa da congregação Aliança de Santa Maria (ASM) e vice-postuladora da causa de beatificação da Irmã Lúcia e que fica agora adiado.