O concerto decorre no dia 25, pelas 21h00, na freguesia de Santo António além Capelas

O padre Jason Gouveia vai apresentar no próximo dia 25, pelas 21h00, em Santo António além Capelas o seu novo trabalho um tributo às jornadas Mundiais da Juventude, interpretando oito hinos que marcaram o maior evento de juventude católica em todo o mundo.

“Padre Jason canta Hinos da JMJ – História e Testemunho de cada Jornada para incendiar corações para Lisboa 2023” é o título do novo concerto musical deste sacerdote luso canadiano que se formou no Seminário Episcopal de Angra e tem já uma longa carreira musical.

O primeiro concerto insere-se no penúltimo dia da visita dos símbolos da Jornada Mundial da Juventude à Ilha de São Miguel, no qual participarão, entre outros, o bispo auxiliar de Lisboa, D. Américo Aguiar (Presidente da Fundação da Jornada Mundial da Juventude Lisboa 2023), o Administrador Diocesano, Cón. Hélder Fonseca, o COD de Angra, os jovens que já estão a preparar-se para a JMJ e “outros jovens que poderão ser incendiados por este espírito da JMJ”.\

“ Não se trata só de cantar os hinos da Jornadas Mundiais da Juventude, desde o ano 2000 até à de Lisboa 2023, pois  a partir de cada hino o cantor contará o seu testemunho pessoal, como participante na Jornada Mundial da Juventude”.

“Além destes oito hinos – “Emanuel” Roma 2000, “Luz do Mundo” Toronto 2002, “Venimus Adorare eum” Colónia 2005, “Recebe a força” Sydney 2008, “Firmes na fé” Madrid 2011, “Esperança do amanhecer” Rio de Janeiro 2013, “Bem aventurados os misericordiosos” Cracóvia 2016, “Faça-se em mim a Tua Palavra” Panamá 2019- faz parte do repertório o hino da primeira Jornada Mundial da Juventude, Roma 1984 “Fica junto a nós”.

Os músicos que acompanham o sacerdote são todos naturais de S. Miguel.

Além da paixão pela música, também o desejo missionário de servir a Igreja e os jovens por meio da música fizeram-no abraçar este projeto.

Rúben Cordeiro (piano e violão), Elton Medeiros (voz), Beatriz Travassos (voz), Moses Gouveia (percussão), João Paquete (Bateria), Carlos Dias (baixo) e Pedro Hilário (piano), nos média Diogo Martins e Daniel Correia e na fotografia Vítor Tomás.

Os ensaios  decorrem desde setembro de 2021, mas a pandemia nunca permitiu o lançamento deste projeto.

O primeiro trabalho do padre Jason Gouveia, intitulado “Cristo Reina”, foi lançado em janeiro de 2015, tendo sido inteiramente gravado e produzido nos Açores, de onde é natural toda a família.

Em 2018O lançou um segundo trabalho,  “no Ritmo do Céu”, um disco independente, com a realização da Tríade Produções Artísticas, com a produção musical de Rafael Feitosa, gravado na Studio Rogério de Prince e fotografia e direção de arte pelo Pedro Prestes.