Sacerdote natural da Ribeira Grande serviu a igreja até ao fim da vida

Faleceu esta manhã o padre Edmundo Pacheco, aos 89 anos, no Hospital de Ponta Delgada onde se encontrava internado.

O Padre Edmundo Manuel Pacheco nasceu a 28 de outubro de 1925, na Conceição na cidade da Ribeira Grande e foi ordenado 23 anos depois na Sé de Angra do Heroísmo, a 13 de junho de 1948.

Desde então sucederam-se as nomeações eclesiásticas. Em 1954 foi nomeado Vigário Cooperador da Paróquia da Conceição da Ribeira Grande e Capelão do Hospital de São Miguel.

Em 1955 foi nomeado Vigário Cooperador das Calhetas e Pico da Pedra e em 1956 assumiu as funções de secretário pessoal do Bispo Auxiliar de Lisboa, o açoriano D. José Pedro da Silva, que mais tarde viria a ser designado titular de Viseu.

Em 1968 é nomeado Vigário Cooperador da Matriz da Ribeira Grande, onde fica cerca de 20 anos. Em 1990 regressa à Conceição da Ribeira Grande, como pároco e em 1997 é nomeado Capelão do Centro de Saúde da Ribeira Grande.

A última nomeação como sacerdote é de 2004, com a designação de pároco in solidum das paróquias da cidade da Ribeira Grande, que incluem, Matriz, Santa Bárbara, Conceição, Ribeirinha e Ribeira Seca.

Sacerdote, professor, jornalista, amante do desporto e do Sporting, o padre Edmundo Pacheco “marcou com a sua simpatia, amizade e conhecimento, várias gerações, em especial na sua terra natal – a Ribeira Grande”, informa uma nota enviada ao Sítio Igreja Açores por amigos da Ribeira Grande.

A Filarmónica Triunfo recorda ainda os dezoito anos (1969-1987), em que foi coadjutor do pároco Manuel Sousa Medeiros na paróquia da Matriz de Nossa Senhora da Estrela.

É descrito, pelos amigos, como um conversador e cultor da amizade. Era também um contador de histórias, o que ajudava a sobressair os seus conhecimentos bíblicos e religiosos, mas também das tradições e da história da sua terra.

Entre outros feitos no concelho de onde é natural, foi sócio fundador do Lions Clube da Ribeira Grande. Foi, também, diretor espiritual das Equipas de Nossa Senhora.

O seu corpo está em câmara ardente na Igreja de Nossa Senhora da Conceição, na Ribeira Grande

O funeral realiza-se amanhã após missa de corpo presente às 11h00, na mesma igreja, seguindo para o cemitério de Nossa Senhora da Estrela.