Anúncio feito aos jornalistas no voo de regresso desde o Azerbaijão

O Papa Francisco anunciou hoje em conferência de imprensa que vai visitar o Santuário de Fátima, em 2017.

“Irei com certeza a Portugal e irei apenas a Fátima”, disse aos jornalistas, no voo de regresso desde o Azerbaijão, país onde concluiu uma visita ao Cáucaso, iniciada na Geórgia, esta sexta-feira.

O Santuário de Fátima assinala no próximo ano o Centenário das Aparições da Virgem Maria aos três videntes, conhecidos como os Pastorinhos, na Cova da Iria.

O Papa explicou que em 2017 vai ter uma agenda mais apertada, dado que no Ano Santo (dezembro de 2015-novembro de 2016), o Jubileu da Misericórdia, foram suspensas as visitas ‘ad Limina’, encontros com conferências episcopais de todo o mundo, no Vaticano.

“Por isso, há pouco espaço para viagens. Mas vou a Portugal”, disse,

“Para já, só no dia 13 [de maio], mas, ao certo, ainda não sei”,  acrescentou, em resposta a uma pergunta colocada pela Rádio Renascença.

“A realidade percebe-se melhor a partir das periferias do que a partir do centro, mas isto não afasta a possibilidade de ir a um grande pais como é Portugal ou a França, não sei, veremos”, acrescentou.

Francisco será o quarto Papa a visitar Portugal, depois de Paulo VI (13 de maio de 1967), João Paulo II (12-15 de maio de 1982; 10-13 de maio de 1991; 12-13 de maio de 2000) e Bento XVI (11-14 de maio de 2010).

São João Paulo II cumpriu ainda uma escala técnica no Aeroporto de Lisboa (2 de março de 1983), a caminho da América Central.11 mai 2015 (Ecclesia)  -O Papa Francisco associou-se hoje no Vaticano à celebração do 13 de maio, na Cova da Iria, e recordou a devoção de São João Paulo II por Nossa Senhora de Fátima.

O Papa Francisco evocou em maio deste anos as aparições marianas na Cova da Iria.

“Celebra-se a memória litúrgica da Bem-aventurada Maria Virgem de Fátima. Nesta aparição, Maria convida-nos mais uma vez à oração, à penitência e à conversão”, disse, perante milhares de pessoas reunidas na Praça de São Pedro.

A Conferência Episcopal Portuguesa e o presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, entregaram convites formais ao Papa argentino para que este visitasse Portugal em 2017, por ocasião da celebração do centenário das Aparições.

Francisco já manifestara a sua intenção de estar em Fátima na peregrinação internacional do 13 de maio do próximo ano, vontade que foi transmitida aos bispos católicos de Portugal em setembro de 2015, no início da visita ‘ad Limina’.

O vice-reitor do Santuário de Fátima, padre Vítor Coutinho, congratulou-se com a confirmação da visita do Papa a Fátima, em maio de 2017, feita este domingo pelo próprio Francisco.

“Alegra-nos saber que o Santo Padre tem no coração este Santuário e que tenciona vir como peregrino”, referiu o sacerdote, em depoimento enviado à Agência ECCLESIA.

O também coordenador da Comissão Organizadora do Centenário das Aparições de Fátima (1917-2017) recordou que, ao longo dos últimos meses, Francisco tem confirmado “a diversas pessoas e em diversas ocasiões” que tenciona vir à Cova da Iria.

“Quando em abril de 2015, o Papa confirmou ao bispo de Leiria-Fátima [D. António Marto] que viria a Fátima, a divulgação dessa notícia alegrou os peregrinos e devotos de Fátima e foi acolhida com muito interesse pelos portugueses”, sublinhou.

O padre Vítor Coutinho realça que já na audiência que concedeu a D. António Marto, o pontífice argentino referiu “apenas que viria ao Santuário de Fátima, sem especificar se visitaria outras cidades do país”.

“As recentes declarações apenas têm reafirmado isto”, conclui.

(Com Ecclesia)