Francisco sublinhou importância de anunciar mensagem de ressurreição nas situações humanas mais delicadas

O Papa Francisco desafiou hoje os católicos a reforçar a sua presença junto dos que mais sofrem, levando a todos uma mensagem de ressurreição, inspirada em Jesus.

“Todos nós cristãos somos chamados a comunicar esta mensagem de ressurreição a todos os que encontramos, especialmente quem sofre, está só, quem se encontra em condições precárias, os doentes e os marginalizados”, disse, perante milhares de pessoas reunidas na Praça de São Pedro, no Vaticano, para a recitação da oração do ‘Regina Caeli’.

Francisco sublinhou que o tempo pascal impele os cristãos a “fazer ressoar o anúncio festivo” da ressurreição de Jesus para que a alegria e a esperança estejam presentes “nos corações, nos rostos, nas palavras e nos gestos”.

“Façamos chegar a todos um raio da luz de Cristo ressuscitado, sinal do seu poder misericordioso”, prosseguiu.

A catequese dominical apresentou uma reflexão sobre as dúvidas dos discípulos de Jesus após a sua morte e ressurreição, lembrando que foi o próprio Cristo, segundo os relatos dos Evangelhos, a ir ao encontro dos apóstolos.

“A presença de Jesus transforma todas as coisas”, afirmou o Papa.

Falando numa “fé pascal”, Francisco defendeu que “o grande anúncio da ressurreição infunde nos corações dos crentes uma íntima alegria e uma esperança invencível”.

“Cristo ressuscitou verdadeiramente”, declarou.

Após a oração, o Papa saudou os vários grupos de peregrinos e deixou uma palavra de estímulo para a Universidade Católica da Itália, que hoje celebra o seu dia nacional.

(Com Ecclesia)