Emigrantes e residentes juntam-se para celebrar o Senhor Bom Jesus Milagroso e Nossa Senhora de Fátima

A Festa do Senhor Bom Jesus Milagroso, na paróquia dos Cedros, na ilha do Faial é uma das principais festas de verão, que reúne muitos faialenses residentes e emigrantes, que nesta altura regressam a casa.

A festa que já é uma tradição alicerça-se na devoção ao Preciosíssimo Sangue de Jesus, sendo a sua natureza eminentemente religiosa mas com um programa cultural associado, entre os dias 1 e 5 de julho.

Nesta festa participarão todos os sacerdotes da ilha do Faial, que pregarão o tríduo preparatório da festa que tem o seu ponto alto no domingo, dia 5, com a solene Eucaristia e a Procissão.

Na semana seguinte realiza-se a festa em honra de Nossa Senhora de Fátima, entre 8 e 13 de julho, cujas celebrações decorrerão na Igreja de Nossa Senhora de Fátima, na Ribeira Funda.

É a única igreja faialense dedicada a Nossa Senhora de Fátima e , por isso, este ano a festa está a ser vivida “de outra forma e com outra intensidade” porque já “estamos de olhos postos na festa do próximo ano que assinala os 50 anos da peregrinação que anualmente fazemos” e que, no próximo ano, “coincidirá com a visita da imagem peregrina à nossa diocese”, disse ao Sítio Igreja Açores o Pároco, Pe Bruno Rodrigues.

A festa tem como ponto alto, para além da Missa Solene e da Procissão, no dia 12, ambas presididas pelo ouvidor eclesiástico da ilha, pe Marco Luciano, a Peregrinação Anual até á Ermida.

Esta peregrinação realiza-se a 11 de julho e parte da igreja Matriz da Horta, sendo que um grupo de peregrinos percorre o lado sul da ilha e outro o lado norte, juntando-se depois na Ermida para uma Eucaristia. À noite haverá a tradicional procissão de velas. Durante os cinco dias da festa haverá, igualmente, recitação do terço. No dia 13 de julho a Eucaristia será dedicada aos doentes.