Serviço da Pastoral Profética da ilha montanha acerta estratégias

O Serviço da Pastoral Profética da ilha do Pico acaba de definir as prioridades para o próximo ano pastoral, promovendo uma reunião de reflexão sobre  a missão da igreja e a importância do trabalho paroquial no âmbito da catequese, centrando a sua ação na missão.

“O Papa Francisco pediu-nos uma Igreja Missionária, uma Igreja que sai e anuncia a Alegria do Evangelho. Foi neste ponto que se focou toda a planificação para este Ano Missionário, tendo em conta a realidade da nossa Ilha, promovendo a comunicação e participação, para que as nossas paróquias saiam, mas também acolham com ternura e Espírito missionário, que transmitam e testemunhem a fé e a caridade” destaca Sónia Craveiro, coordenadora do serviço na ilha numa nota enviada ao Igreja Açores.

“Este é o desafio da nova Evangelização: seguir o Exemplo dos apóstolos e dos discípulos, que nas comunidades primitivas, ao serem enviados a espalhar a boa-nova a todos quantos encontrassem pelo caminho, tão bem o fizeram que chegou até nós, todo os Batizados em Cristo”, acrescenta ainda.

Na reunião do passado dia 17 de setembro, ocorrida no Santuário do Senhor Bom Jesus do Pico, em São Mateus, o grupo que coordena toda a pastoral catequética na ilha montanha definiu também que no próximo dia 7 de outubro, primeiro dia do novo ano pastoral diocesano, cada paróquia do Pico deve enviar os seus catequistas na principal missa dominical.