Encontro tem lugar na Lagoa a 27 de setembro

A Igreja de Santa Cruz, na Lagoa, ilha de São Miguel, recebe no próximo dia 27 de setembro o Encontro “O Turismo em diálogo com o Património Religioso”.

A iniciativa desenvolvida pela equipa da Colecção Visitável da Matriz da Lagoa reúne vários especialistas e é aberta ao público em geral, a partir das 20h30. A iniciativa surge depois da distinção com uma Menção Honrosa na categoria “coleção visitável” pela Associação Portuguesa de Museologia (APOM).

A Coleção Visitável da Matriz de Lagoa apresenta uma coleção de arte sacra composta por esculturas, ourivesaria, cerâmica e azulejaria, pinturas, paramentaria e mobiliário, datada entre finais do século XVI e o século XXI, organizada de acordo com a tipologia e temática do acervo. Desta organização surgem seis salas expositivas dispersas ao longo dos espaços da igreja: Núcleo da Imaginária; Núcleo da Ourivesaria; Núcleo da Cerâmica e Azulejaria; Núcleo Processional; Núcleo da Paramentaria; Núcleo da Arte Bonecreira.

Este espaço museológico, inaugurado no dia 18 de maio de 2017, apresenta-se com o objetivo de estudar, preservar e divulgar o património histórico-artístico religioso e, através dele, promover a fé através da cultura, contribuindo para uma dimensão evangelizadora e de promoção de um diálogo entre a comunidade e o seu património religioso.

A visita a este espaço museológico proporciona, por outro lado, uma experiência única, articulando uma leitura integral entre o espaço expositivo e a própria igreja, assim como, uma experiência formativa a três níveis: histórica, estética e espiritual.

O Encontro do próximo dia 27 de setembro é aberto ao público em geral.