Faleceu esta segunda-feira  o Pe José Maria Almeida

Faleceu esta segunda feira à noite, em Ponta Delgada, o Pe José Maria Almeida , com 85 anos de idade, “um grande padre” que “ficará na memória de todos”, disseram esta manhã ao Sítio Igreja Açores alguns dos seus colegas numa primeira reação à sua morte.

O Padre José Maria Almeida, conhecido como o Pe José Maria, encontrava-se internado no Hospital do Divino Espirito Santo em Ponta Delgada, há três semanas depois de ter sido vítima de uma embolia cerebral da qual não recuperou.

O seu corpo encontra-se ainda no Hospital onde irá permanecer até quinta feira às 18h00, altura em que será transladado para a Igreja Matriz de São Sebastião, onde será celebrado um Canto Solene de Vésperas pelas 21h00. O corpo ficará na Igreja Matriz durante toda a noite, para ser velado, com algumas reservas e a Missa Exequial realiza-se na sexta feira, às 15h00, seguindo-se o funeral para o Cemitério de São Joaquim. O Pe José Maria ficará sepultado no jazigo da Igreja Matriz de Ponta Delgada.

“Depois do que lhe aconteceu o Pe José Maria merecia partir e descansar eternamente pois foi um homem extraordinário, do seu tempo, um confidente, sempre presente sem se fazer notar”, disse ao Sítio Igreja Açores o pároco da Matriz de Ponta Delgada, comunidade paroquial que servia e serviu desde sempre.

“Era um homem de exceção, disponível para se inteirar dos dramas das pessoas por quem rezava no seu silêncio e por detrás de um sorriso acolhedor. Era um homem que mesmo cansado tinha sempre tempo para rezar, para ouvir e para escutar”, sublinhou ainda o Pe Nemésico Medeiros.

“Para a nossa Igreja é uma perda grande mas a memória dele permanecerá” disse ao Sítio Igreja Açores o Vigário Episcopal de São Miguel.

“Guardo dele uma memória muito presente e profunda como um homem do apostolado da juventude e, sobretudo pela sua capacidade de acolhimento”, disse ainda o Pe Cipriano Pacheco.

“Perdeu-se um grande padre”, é também a opinião do ouvidor de Ponta Delgada.

“O Pe José Maria era um homem profundamente consagrado ao serviço de Deus e da igreja. Era um verdadeiro e completo diretor espiritual”, destaca o Cónego José Medeiros Constância lembrando que quando serviu no Corvo “ainda fazia orientação espiritual através do telefone para São Miguel”.

“Ele nunca perdia o contacto com as suas comunidades e com aqueles que o procuravam. Era um homem muito presente e muito disponível”, conclui o ouvidor de Ponta Delgada.

O Padre José Maria Almeida era natural de Ponta Delgada, onde exerceu o seu ministério na maior parte do seu tempo como sacerdote, 58 anos.

Muito ligado às comunidade emigrantes da Costa leste, onde está praticamente toda a sua família, foi professor de Educação Moral e Religiosa Católica e assistente diocesano do CNE, movimento a que esteve sempre muito ligado. Entre as comunidades paroquiais que serviu destaque para o Corvo e para a Algarvia, no Nordeste, embora a maior parte do tempo tenha servido na Igreja Matriz de São Sebastião, em Ponta Delgada.