Luís Pedro Pereira é o novo presidente desde 11 de fevereiro e tem como prioridade o trabalho de promoção social dos mais excluídos

No dia em que arranca mais uma Semana Cáritas, desta vez celebrada on-line, com uma campanha de angariação de fundos também em ambiente digital, o novo presidente da Cáritas da ilha Terceira, Luís Pedro Pereira, é entrevistado pelo programa de rádio Igreja Açores que foi para o ar este domingo, no Rádio Clube de Angra e na Antena 1 Açores.

A instituição desenvolve essencialmente projectos na área da promoção e inclusão juvenil mas há um projecto, iniciado em 2019, intitulado Trilhar Caminhos, que é a menina dos olhos da Cáritas da ilha terceira. Apoiado pelo Orçamento Participativo nacional, está a ser desenvolvido no Estabelecimento Prisional da Ilha Terceira e já permitiu garantir formação profissional e reforço de competências sociais em mais de duas dezenas de reclusos.

“Queremos prosseguir neste tipo de actividade procurando ir ao encontro dos mais excluídos”, refere.

Nesta entrevista, o novo responsável da Cáritas da ilha Terceira fala ainda de outros projectos como a empresa solidária “Nossas Quintas” que permitiu a formação profissional e consequente integração no mercado de trabalho de vários jovens terceirenses.

“A nossa preocupação é dar ferramentas aos jovens de forma a que possam integrar o mercado de trabalho. Neste momento temos quatro jovens na área da agricultura e da pastelaria e estamos a dar-lhes formação para que mais tarde possam autonomizar-se”, refere Luís Pedro Pereira que há cinco anos já fazia parte da direção da Cáritas de ilha.

“O nosso objetivo- é para isso que trabalha toda a equipa- é acrescentar valor, isto é, dar valor social ao trabalho, prestando assim um papel relevante na sociedade. Não visamos o lucro mas trabalhos para a excelência” refere nesta entrevista que pode ser ouvida na integra, aqui no Sítio Igreja Açores.

A Cáritas da ilha Terceira está preocupada com a rentabilização do património imóvel que tem , e que constitui uma fonte importante de receita para angariar fundos para os apoios sociais, mas também com as parcerias que podem ser desenvolvidas com vista à promoção das pessoas, refere ainda Luís Pedro Pereira.

Este ano, a semana Cáritas  funcionará de forma diferente e em vez do habitual peditório de rua este peditório decorrerá on line e por SMS. Bastará o envio de uma SMS para a linha solidária- 761300150- e será doado um euro. Estas  verbas  vão reforçar a capacidade da rede Cáritas nas respostas sociais.

No próximo domingo, o terceiro da Quaresma, a 7 de março, a Missa da Cáritas, que habitualmente encerra a Semana nacional nos Açores, decorrerá na Sé de Angra, às 11h00 e terá transmissão pela Vitec Azores.

Mais informação em https://www.facebook.com/caritasterceira/