Por Igreja Açores

Sem celebrações públicas, dioceses e instituições católicas multiplicam propostas online. Pelo segundo ano consecutivo.