Retiro anual realiza-se a 27 de janeiro e será orientado pelo Pe. José Júlio Rocha

A Associação Movimento de Romeiros de São Miguel vai realizar o retiro anual de preparação para as romarias quaresmais no próximo dia 27 de janeiro, na Escola Básica e Integrada Gaspar Frutuoso, na Ribeira Grande, sob o tema “A espiritualidade do Romeiro- Evangelizador em Missão”.

A iniciativa, aberta a todos os Romeiros, será orientada pelo Pe. José Júlio Rocha, doutor em Teologia Moral e Prefeito de Estudos no Seminário Episcopal de Angra.

O retiro anual conta, ainda, com a participação de um romeiro da diáspora açoriana, Dionísio Costa, que refletirá sobre a “Espiritualidade e vivências cristãs” no seu dia-a-dia. O retiro termina ao fim do dia com a celebração da Eucaristia.

As estradas de São Miguel, a maior ilha do arquipélago dos Açores, recebem a partir do dia 9 de março, primeiro sábado da Quaresma, até Quinta-Feira Santa, cerca de 2500 homens, nas romarias quaresmais.

Esta tradição mobiliza 55 ranchos que integram cada vez mais romeiros provenientes de outras paragens, nomeadamente da diáspora e de Portugal continental.

As tradicionais romarias de São Miguel , que em 2022  completam 500 anos, assumem uma dimensão comunitária e tocam centenas de pessoas que se unem em várias freguesias da maior ilha açoriana para disponibilizar meios para a pernoita e a alimentação dos romeiros.

Também na Terceira, o Rancho da Conceição, em Angra do Heroísmo, já está a fazer a sua preparação tendo agendado o seu retiro para o dia 12 de janeiro.

Estas romarias quaresmais, segundo a tradição, tiveram origem na sequência de terramotos e erupções vulcânicas ocorridas no século XVI.