Na ausência do Bispo de Angra será o Vigário geral a presidir à instituição nestes dois ministérios

Pedro Lima, aluno do quinto ano do Seminário de Angra,  Luís Borba e Sérgio Toste serão instituídos no ministério de acólito e leitor (neste, apenas os dois últimos uma vez que Pedro Lima já foi instituído leitor em dezembro) no próximo domingo, numa cerimónia de Vésperas que será celebrada na Sé, pelas 18h00 e presidida pelo Vigário Geral, Cónego Hélder Fonseca Mendes que devido à ausência do Bispo de Angra, por motivos de saúde, tem competências para o efeito.

Sérgio Toste, na paróquia da Ribeirinha, e Luís Borba na de São Mateus, ambas na ilha Terceira, “são pessoas muito comprometidas com a vida da igreja e por isso vão ser agora instituídos nos ministérios de acólito e de leitor” disse ao Sítio Igreja Açores o Vigário Geral que é também porta voz da diocese de Angra. Além das paróquias são também membros “empenhados” de alguns movimentos de apostolado e  Luís Borba é membro de uma das comunidades neocatecumenais da Terceira.

Durante a celebração será invocada a memória de David Fagundes, recentemente falecido depois de ter sido nomeado responsável diocesano pelo Movimento da Mensagem de Fátima, que deveria também ser instituído nestes dois ministérios.

Haverá, igualmente, uma “referência ao prelado diocesano, dando graças pelo seu aniversário que se assinala no domingo e pelo facto da cirurgia ter corrido bem”, disse ainda o Vigário Geral.

Recordo que a Sé de Angra do Heroísmo vai celebrar no domingo- o quarto da Quaresma também designado como Domingo da Alegria-  a jornada de oração e confissão “24 horas para o Senhor”, organizada pelo Pontificio Conselho para a Promoção da Nova Evangelização, para os dias 13 e 14 de março.

O  Bispo de Angra, na sua mensagem quaresmal, pediu que os açorianos se associassem “a esta iniciativa de fé, oração, comunhão e misericórdia, aproximando esta novidade aos tradicionais Lausperenes (louvor contínuo) que se vão realizando nas paróquias da Diocese ao longo da Quaresma”.

Na Catedral de Angra do Heroísmo,  a iniciativa cumpre-se no domingo 15 de março, das 9 às 19 horas, com exposição e adoração do Santíssimo, oração pessoal e em grupos, sacramento da Reconciliação, Hora de Vésperas e Eucaristia.