Donativos diminuíram 15% em relação ao ano passado.

Os Bancos Alimentares Contra a Fome recolheram este fim-de-semana 2081 toneladas de géneros alimentares, tendo registado um decréscimo de 15% em comparação com a recolha feita no mesmo período em 2013.

 

A campanha do fim de semana aconteceu em 1.995 superfícies comerciais das zonas de Abrantes, Algarve, Aveiro, Beja, Braga, Castelo Branco, Coimbra, Cova da Beira, Évora, Leiria-Fátima, Lisboa, Oeste, Portalegre, Porto, Santarém, Setúbal, S. Miguel, Viana do Castelo, Viseu, Terceira, Madeira.

 

“Queremos agradecer vivamente a todos os doadores, voluntários e empresas que apoiaram esta campanha e quiseram mais uma vez demonstrar que com um pequeno gesto podem fazer a diferença”, considerou Isabel Jonet, presidente da Federação Portuguesa dos Bancos Alimentares Contra a Fome relacionando o “decréscimo registado em relação à campanha homóloga do ano anterior” com a “menor presença de pessoas nas lojas fruto de diversos eventos musicais, desportivos e de ter sido o primeiro fim-de-semana de bom tempo”.

 

No site da Federação de Bancos Alimentares a responsável regista que os resultados são sinal de que os portugueses “continuam a apoiar de forma significativa uma iniciativa em que acreditam” e que se sentem mobilizados na “minoria de carências alimentares com que muitos concidadãos se debatem”.

 

Os géneros alimentares recolhidos vão ser distribuídos, a partir desta semana, a 2257 Instituições de Solidariedade Social, que os entregam a cerca de 375 mil pessoas “com carências alimentares comprovadas, sob a forma de cabazes ou de refeições confecionadas”.

 

A ação de solidariedade realizada no último fim-de-semana não encerra a campanha «A receita é ajudar», que se vai estender até ao dia 8 através da venda de vales ou ajudas on line através do site www.alimentestaideia.net.

 

A possibilidade de estender a campanha por mais dias tem “adquirido um peso cada vez maior nas contribuições dos particulares”, regista Isabel Jonet.

 

O primeiro Banco Alimentar Contra a Fome em Portugal foi criado em 1992 e encontram-se atualmente em atividade no território nacional 20 Bancos Alimentares, congregados na Federação Portuguesa dos Bancos Alimentares.

 

Existem 253 Bancos Alimentares operacionais na Europa, que em 2012 distribuíram 388.600 toneladas de produtos a 5,2 milhões de pessoas através de 31.560 associações.

 

Pela primeira vez Angola realizou uma ação de recolha de bens idêntica, com nove toneladas de alimentos a serem angariadas com recurso a voluntários.