Pe. João Bettencourt das Neves presidiu ao segundo dia do tríduo preparatório da festa do Senhor Santo Cristo dos Milagres

A igreja, enquanto comunidade, deve ser capaz de encontrar as respostas certas para dar ao mundo, afirmou esta tarde em Ponta Delgada o Pe. João Bettencourt das Neves, no segundo dia do tríduo preparatório das festas do Senhor Santo Cristo dos Milagres que arrancam esta sexta-feira.

A partir do Evangelho do dia que sublinha a importância dos ramos da videira estarem sempre unidos ao tronco para darem fruto, também os cristãos devem permanecer unidos a Cristo e à sua palavra, disse o Vigário Episcopal para a zona do ocidente.

“A resposta não pode ser dada cada um por si;  tem de ser da comunidade” disse o sacerdote picoense lembrando que à maneira de Santo Atanásio, o santo que se venera esta quarta feira, também os cristãos devem  estudar e aprofundar pra que a Igreja seja esta comunidade capaz de dar resposta aos problemas de hoje”.

“Não se trata de dar uma resposta assente na moda mas na palavra do evangelho”, concretizou.

“Sempre que estivermos ligados a Cristo teremos sempre a capacidade e a energia a força necessárias para ultrapassar as dificuldades e concretizar as alegrias e sonhos…. e podermos dar ao mundo sinais de alegria e de esperança”.

“O senhor convida-nos a estar unidos a ele e assim darmos frutos e os frutos que Ele quer que nós produzamos são frutos de esperança, de alegria de partilha de atenção para que sejamos uma comunidade unida que vive na mesma esperança, na mesma fé e na mesma comunhão com os outros”, acrescentou o sacerdote lamentando que isso ainda não se tenha alcançado.

“Jesus deseja uma igreja unida;  dois mil anos ainda não foi o tempo suficiente para que esta realidade fosse palpável: há muitas divisões e discórdias, mesmo na comunidade cristã… herdadas desde o inicio”, precisou.

As festas do Senhor Santo Cristo dos Milagres, que começam esta sexta feira, vão ser presididas pelo cardeal Patriarca de Lisboa, D. Manuel Clemente.