Caminhada Jovem realizou-se na ilha Terceira esta quarta feira

A Pastoral Juvenil da Ilha Terceira organizou uma caminhada esta quarta feira, dia 10 de junho, subordinada ao tema “acerta o teu passo com Cristo”, informa uma nota do Serviço da Pastoral Juvenil da ilha.

Cerca de uma centena de jovens “corresponderam ao apelo e participaram entusiasticamente” no evento, apesar do mau tempo que se fez sentir.

Durante cerca de duas horas vários grupos percorreram os trilhos da Mata da Serreta, cantando e rezando o rosário, “em tom de festa”.

“O caminho percorrido é símbolo de vida. A tenacidade e o esforço, debaixo de chuva e através de subidas agrestes e descidas compensatórias, representam o percurso vivencial que modela a vocação pessoal”, sublinha a nota.

Os responsáveis pela organização desta caminhada lembram que “Em momentos de crise, que passa também por exames, para grande parte dos jovens nesta altura do ano” é preciso que “as dificuldades façam cimentar os valores da interajuda e do conhecimento mais próximo do companheiro de viagem”.

“Ao longo da caminhada, descobrimos que existem dois tipos de pedras. Aquelas que nos rolam debaixo dos pés e nos fazem cair e aquelas nas quais apoiamos os pés para assim subirmos mais alto. Assim também são os amigos” frisa a nota.

“A amizade que fomentamos neste tipo de eventos pretende também ser mais autêntica e cimentar a nossa ação com o intuito de testemunharmos a nossa vivência cristã! Ao aproximarem-se as férias do verão, somos convidados a este testemunho”, conclui a nota da organização.

 

 

No final da caminhada participaram na Eucaristia, presidida pelo assistente espiritual, o Pe Hélder Alexandre e concelebrada pelo Pe João Pires, pároco dos Altares. A jornada terminou com a partilha do almoço e convívio.

Recorde-se que o Pe Hélder Miranda Alexandre, reitor do Seminário de Angra e Responsável pelo Serviço Diocesano da Pastoral das Vocações e Ministérios assumiu a responsabilidade de coordenar a pastoral juvenil da ilha Terceira a meio do ano pastoral, depois da saída em janeiro do Pe brasileiro Francisco Zanon que regressou à sua diocese de origem em São Paulo.