Pelo Pe José Júlio Rocha.

«Tive fome e destes-Me de comer; tive sede e destes-Me de beber; era peregrino e Me recolhestes; não tinha roupa e Me vestistes; estive doente e viestes visitar-Me; estava na prisão e fostes ver-Me.» (Mateus 25, 35-36)
Jesus Cristo, o Rei Pastor, fala-nos do juízo final.
Não seremos julgados por sermos católicos, protestantes ou de qualquer outra religião; nem por cumprirmos rigorosamente a pureza dos sacramentos; nem pelas nossas ideias ou ideais. Seremos julgados pelo amor.
“Quantas vezes o fizestes a um dos meus irmãos mais pequeninos, a Mim o fizestes”. É no amor ao outro, ao mais pequenino, que se revela o nosso amor a Deus.