Pelo P.e José Júlio Rocha.

Ao ver a fé daquela gente, Jesus disse ao paralítico: «Filho, os teus pecados estão perdoados». (Marcos 2, 5)
Ao paralítico, Jesus curou primeiro a alma e só depois o corpo.
Num mundo demasiado materialista, somos constantemente convidados a cuidar das aparências, da beleza, da força, tantas vezes da vaidade.
De que serve a beleza exterior se o interior está doente?
A cura da alma é o perdão. Perdoar o outro, pedir perdão, perdoar-se a si mesmo. E, acima de tudo, o dom precioso do perdão de Deus, que é o amor.
Não há nada mais belo do que uma alma pura.