Diocese insular tem um novo sacerdote

O bispo de Angra ordenou hoje um novo sacerdote, Nelson Pereira,  e aproveitou a oportunidade para desafiar os padres diocesanos a serem “profetas de uma realidade nova”.

“O mundo de hoje necessita de sacerdotes que sejam profetas de uma realidade nova” e que, sendo conhecedores do coração humano, “tenham a capacidade de elevar as pessoas mergulhadas no materialismo para o encontro com Jesus Cristo”.

O prelado aproveitou a homilia da Missa de Ordenação do diácono Nelson Pereira, para exortar o seu clero a “estar presente nas marginalidades humanas” e se deixar envolver nelas “para ajudarem a integrar todos os que estão fora, discernindo no mundo os clamores dos pobres saibam encontrar a linguagem para lhes falar de Deus que os acolhe”, disse D. João Lavrador.

Para o prelado diocesano, que desde que está nos Açores já ordenou três sacerdotes, a missão do padre no tempo atual “é muito nobre” e deve responder às problemáticas do tempo presente, mesmo diante de dificuldades.

“Não cedas a refúgios ultrapassados que não respondem à humanidade de hoje. Pelo contrário, apesar de todas as dificuldades que possas enfrentar na missão pastoral, confia em Jesus Cristo, apoia-te no presbitério, vive em comunhão de Igreja, aprofunda as ciências e a fé e reveste-se da armadura de Cristo pela graça e pela oração” exortou D. João Lavrador dirigindo-se diretamente ao novo presbítero a quem pediu que siga o caminho das bem-aventuranças, apresentadas por Jesus Cristo.

“Prezado Nelson, inicia-se hoje uma caminhada na tua vida que necessita de ser renovada em cada dia. Só deste modo não perderás a frescura desta hora e a alegria que inunda a tua alma pela doacção total de ti mesmo”, disse o prelado deixando alguns alertas como uma “vigilância e um cuidado permanentes” para buscar a comunhão com Deus e com os irmãos.

“Assenta a tua vida sacerdotal na oração intensa, na vivência assídua dos sacramentos, na escuta da Palavra de Deus, no discernimento dos Sinais dos Tempos, no empenho pastoral, escutando o que o Espirito de Deus pede para a renovação da missão da Igreja no meio do mundo, na caridade diligente” aconselhou D. João Lavrador.

A entrega no sacerdócio representa “um despojamento total” porque implica uma missão que não é pessoal mas a missão da igreja, acrescentou ainda o prelado.

“Jesus Cristo, hoje, convidando-nos a aproximarmo-nos d’Ele entrega-nos o projecto de vida de todos os Seus discípulos  presente nas Bem-aventuranças. Eis, Diácono Nelson, o teu projecto”, precisou.

A Sé de Angra encheu por completo para acolher o novo presbítero que é  natural da paróquia de São Mateus, uma das 33 paróquias da ilha Terceira.

A esta ordenação, que é sempre um dia de festa para a igreja diocesana, não faltaram sacerdotes de praticamente de todas as ouvidorias, com particular destaque para a ouvidoria do Faial onde o ne-sacerdote foi colocado na primeira nomeação. O Pe. Nelson Pereira irá servir como vigário paroquial da Matriz da Horta e da paróquia dos Flamengos, liderando igualmente a pastoral juvenil na ilha.

O novo padre tem 24 anos; estudou no Seminário Episcopal de Angra e é organista titular da Sé de Angra.

Conhecido como uma pessoa “discreta mas atenta ao mundo” o novo sacerdote tem “um dom natural para a música” e tem se destacado na pastoral juvenil, liderando um dos grupos de jovens da ilha Terceira.