Responsáveis diocesanos dos Açores satisfeitos e empenhados com o anúncio do Papa

O bispo de Angra afirmou esta tarde, em declarações ao sítio Igreja Açores, que é uma “enorme alegria” a escolha de Lisboa para ser a anfitriã da próxima Jornada Mundial da Juventude e que esta escolha representa uma “deferência” do Papa Francisco para com a igreja portuguesa e toda a lusofonia.

“Honra-nos muito, e é uma deferência do Santo Padre para com a igreja portuguesa e para com todos os países de língua oficial portuguesa, pois é a segunda vez que o mundo da lusofonia é brindado com uma jornada Mundial da Juventude”, disse D. João Lavrador.

“Todos nos vamos empenhar para que a Pastoral Juvenil prepare os jovens com formação especifica e, julgo que vai ser uma motivação muito grande para com esta pastoral neste tempo que medeia o anuncio e a realização das jornadas”, acrescentou.

“Todas as jornadas  são uma grande marco para a juventude portuguesa e para a juventude em todo o mundo e estas não serão exceção. Agora todos teremos de contribuir para que seja uma grande festa da Juventude que ajude a projetar ainda mais a Igreja portuguesa, chamando os jovens a serem protagonistas” concluiu o prelado.

Também o diretor do Serviço Diocesano da Pastoral Juvenil sublinha a importância destas Jornadas. Segundo o Pe. Norberto Brum as JMJ, iniciadas pelo Papa São João Paulo II em 1986, são um “desafio e um despertar” para a disponibilidade dos jovens, porque a “Igreja precisa” deles e “eles também precisam da Igreja”.

“Temos de ouvi-los, mas eles também têm de falar”, acrescentou, realçando que a edição internacional do encontro mundial de jovens é sempre “muito revitalizador”.

Numa entrevista na passada sexta feira, quando a hipótese de Lisboa ainda era apenas isso, o sacerdote em declarações ao sítio Igreja Açores afirmava: “Estamos muito expectantes em relação ao anúncio. Acreditamos que seja Portugal e isso será muito desafiador para todos jovens e a Igreja em geral. No momento em que os jovens são desafiados a serem protagonistas também a Igreja portuguesa é desafiada a um grande protagonismo”.

A Jornada Mundial da Juventude de 2022 vai decorrer em Lisboa. O anuncio foi feito hoje no final da Missa conclusiva da JMJ do Panamá.