Milhares de peregrinos são esperados no santuário da ilha Montanha a partir de sábado altura em que começa a novena preparatória e que será pregada pelo Pe. Jacob Vasconcelos

Começam já no próximo sábado as festas do Senhor Bom Jesus Milagroso do Pico, no Santuário de São Mateus, e decorrem até dia 7 de agosto, com o tema “Ai de mim, se eu não evangelizar” e serão presididas pelo bispo de Viseu, D. António Luciano dos Santos Costa, sendo o novenário preparatório pregado pelo Diretor do Serviço Diocesano da Evangelização, Catequese e Missão, Pe. Jacob Vasconcelos.
O lema da festa é inspirado na Carta aos Coríntios e é o mesmo tema que animou a festa do Senhor Santo Cristo dos Milagres, em maio.
No dia 27 de julho, pelas 19h30, haverá a solene transladação da veneranda imagem do Senhor Bom Jesus Milagroso pelo exterior da Igreja para o trono do Santuário, seguida da Eucaristia.
Entre os dias 28 de julho e 4 de agosto prossegue o novenário, começando o programa diário sempre às 18h30 com um momento de Adoração Eucarística e celebração do Sacramento da Reconciliação, terminando com a Eucaristia. No dia 2 de agosto haverá já às 21h30 animação musical com uma Folga de Chamarritas, organizada pelo Grupo Folclórico e Etnográfico Ilha Morena da Casa do Povo de São Mateus, no Largo do Passo.
No dia 3 de Agosto, o programa social prossegue com a XI Regata de Botes Baleeiros – Terra do Bom Jesus Milagroso – organizada pelo Clube Naval de São Mateus – Porto de São Mateus, pelas 10h00. No Dia 4 de agosto a Eucaristia encerra o novenário, período durante o qual o Santuário estará aberto até às 24h00, diariamente.
Na segunda-feira, dia 5 de Agosto, o programa começa às 17h00, com Adoração Eucarística e Celebração do Sacramento da Reconciliação; às 18h00 é celebrada a Eucaristia com a Celebração do Sacramento da Unção dos Doentes; às 19h00 haverá a arrematação de gado e às 20h30, o desfile das filarmónicas, seguido de concertos pelas Filarmónica Lira de São Mateus (21h00), Lira Madalense (22h15) e União Progresso Madalense (23h30).
No dia 6, dia da Festa do Senhor Bom Jesus, alvorada às 8h00 será dada pela Filarmónica Lira de São Mateus. Às 9h00 é celebrada a primeira Eucaristia do dia; entre as 10h00 e as 11h00 será celebrado o Sacramento da Reconciliação e às 11h00 será celebrada uma nova Eucaristia, animada pelo Agrupamento de Escuteiros 1219 de São Mateus.
Às 16h00 será celebrada a Solene Concelebração Eucarística solenizada pelas Capelas do Santuário e da Matriz da Madalena; às 17h15 haverá o desfile das filarmónicas que se vão incorporar na Procissão, que começa às 18h00. Á noite volta a haver vários concertos.
A festa do Senhor Bom Jesus Milagroso, no Pico, termina a 7 de agosto com a Eucaristia de Encerramento das Festas e a transladação da veneranda imagem do Senhor Bom Jesus Milagroso do trono do Santuário para a Sua Capela, às 19h30.
À noite atuarão a partir das 21h30 a Filarmónicas Lira Fraternal Calhetense e uma hora depois soará a Marcha Oficial de São Mateus: “São Mateus, povo devoto das tradições”, acompanhada pela Filarmónica Lira de São Mateus. A festa encerra pelas 23h00 com a atuação da Orquestra da Filarmónica Lira Madalense.
A festa do Senhor Bom Jesus Milagroso é uma das mais emblemáticas manifestações religiosas da Diocese de Angra e do Arquipélago dos Açores que conta com a participação de milhares de forasteiros, sobretudo das ilhas vizinhas e também da diáspora, entre 27 de julho até 7 de agosto.
A festa remonta a 1862, quando o emigrante Francisco Ferreira Goulart trouxe do Brasil uma imagem do Senhor Bom Jesus, cópia fiel das que se veneram, mas a devoção que já existia era ao Senhor Crucificado.
O Santuário do Senhor Bom Jesus Milagroso é um dos cinco santuários diocesanos e um dos dois de natureza cristológica.