Operação «10 Milhões de Estrelas – Um Gesto Pela Paz» regressa às dioceses portuguesas

A Cáritas Portuguesa vai marcar o Dia Mundial dos Pobres 2018, este domingo, com o início da ‘Operação 10 Milhões de Estrelas – Um Gesto pela Paz’, que  vai ajudar a combater a fome na Venezuela

Num comunicado enviado hoje à Agência ECCLESIA, o presidente da Cáritas Portuguesa afirma que ampliar o “grito” dos pobres é objetivo da missão da Cáritas.

“Embrulhados em situações de desespero, vividas muitas vezes na solidão e na desilusão, é nossa missão responder e ser, para todos, uma oportunidade de esperança”, realça Eugénio Fonseca.

A Cáritas Portuguesa assinala que “marcar o início desta operação” no Dia Mundial dos Pobres é uma forma de “assumir” o combate à pobreza na “dimensão da justa partilha de bens, enaltecendo aqueles que são os seus protagonistas, por serem um exemplo de sobriedade, perseverança e coragem”.

A instituição católica de solidariedade explica que as velas da iniciativa ‘10 Milhões de Estrelas – Um Gesto pela Paz’ podem ser adquiridas ao preço unitário de 1€, nas Cáritas diocesanas, escolas e paróquias aderentes e nas lojas Pingo Doce.

Do valor angariado com a venda das velas, 65% é para a ação das Cáritas diocesanas e os restantes 35% são direcionados para um projeto internacional.

Este ano, a Cáritas Portuguesa vai apoiar a congénere venezuelana, através do projeto ‘Nutrir com Esperança’ que tem o objetivo de “garantir o acesso à saúde e apoio nutricional” a crianças até aos 5 anos e mulheres em situação de gravidez de risco.

A organização portuguesa contextualiza que a crise alimentar na Venezuela “teve impacto não só na nutrição, tendo dado origem a conflitos e à degradação dos vínculos de vizinhança” e, em julho de 2018, “o poder de compra do salário mínimo oficial era de 1% do cabaz alimentar”.

No ano de 2017, a Cáritas Portuguesa “avançou com um apoio de 50 mil euros” em resposta a um “apelo de emergência” da Cáritas da Venezuela e “cobriu na totalidade” a rubrica de apoio em medicamentos, “destinado ao apoio de cerca de 24 mil pessoas”.

A proposta de apoio para 2018/2019, através do projeto ‘Nutrir com Esperança’, pretende ajudar 800 crianças e 100 mulheres grávidas ou lactantes “para avaliar o seu estado nutricional”, conseguir que 200 crianças menores de 5 anos com “desnutrição aguda moderada ou severa” sejam admitidas no programa nutricional e a realização de 150 encontros de capacitação para reforçar as capacidades comunitárias e das Cáritas paroquiais em questões de saúde e nutrição.

Na noite de Natal coloque uma vela acesa numa janela da sua casa. Com este gesto testemunhará a sua vontade de ajudar a iluminar no mundo! É o nosso apelo para os 10 milhões de portugueses, como expressão do desejo e compromisso efetivos de semear a Paz no Mundo”.

A instituição católica vai dinamizar a operação ‘10 Milhões de Estrelas – Um Gesto pela Paz’, com o apoio da Conferência Episcopal Portuguesa, pelo 16.º ano consecutivo.

No comunicado, a Cáritas Portuguesa realça ainda que mantém a parceria com o Corpo Nacional de Escutas, escutismo católico, na celebração nacional da ‘Luz da Paz de Belém’, proveniente da Gruta da Natividade, este ano na Diocese da Guarda.