Coroação, sopas e cortejam animam as ruas desta freguesia do concelho das Lajes.

Centenas de pessoas desfilaram este sábado pela Silveira no primeiro Império do Divino Espírito Santo que se realiza na ilha do Pico durante este fim de semana de Pentecostes e no fim de semana da Trindade, altura em que 45 irmandades colocam na rua uma enorme festa em honra da terceira Pessoa da Santíssima Trindade.

 

O cortejo saiu de casa do mordomo com as várias insígnias (estandartes e coroas), acompanhadas pelos foliões e pela filarmónica, rumo à igreja paroquial onde foi celebrada a Santa Missa e a coroação, apurou o Portal da Diocese.

 

Seguiu-se o almoço de sopas do Espirito Santo, onde se sentaram à mesma mesa da partilha os irmãos das irmandades com as suas famílias e todos aqueles que são convidados para a “função” ou “gasto de coroa”, como se diz em algumas freguesias da ilha montanha.

 

Procissão de recolha de rosquilhas

A meio da tarde realizou-se a procissão de recolha das rosquilhas ou vésperas que as senhoras trazem à cabeça em açafates ornamentados com artísticas toalhas com os bordados da ilha e com as flores da época. Iguarias que depois, são distribuídas por todos os que passam na festa.

 

Uma das particularidades desta ilha, à semelhança do Faial e de São jorge (as chamadas ilhas do triângulo) são os estandartes em forma retangular e enrolados numa vara que mantem nos seus quatro cantos uma “flor do lis” bordada, referencia explicita aos primeiros povoadores destas ilhas, os flamengos vindos da Flandres.

 

As Festas em Honra do Divino Espírito Santo estendem-se até terça feira e depois são retomadas no fim de semana da Santíssima Trindade.

 

Ao todo no Pico realizam-se 45 Impérios, tantos quantas as irmandades existentes na ilha.