Por IA

Esta fotografia publicada pelo jornal Expresso há seis dias mostra bem a devastação provocada pelas chuvas torrenciais na Alemanha.

O Papa Francisco manifestou o seu pelas inúmeras mortes e estragos causados pelas enchentes na Alemanha e enviou telegrama aos alemães.

O telegrama foi assinado pelo secretário de Estado, cardeal Pietro Parolin, e endereçado ao presidente da República Federal da Alemanha, Franz-Walter Steinmeier.

No texto, lê-se que o Santo Padre ficou “profundamente tocado” com a notícia das inundações na Renânia do Norte-Vestfália e na Renânia-Palatinado.

O Papa “recorda na oração as pessoas que perderam a vida e expressa aos familiares a Sua profunda solidariedade”.

Francisco reza de modo especial pelas “pessoas que ainda estão desaparecidas, pelos feridos e por aqueles que sofreram danos ou perderam os próprios bens em decorrência da força da natureza”.

O Pontífice expressa a eles, e também aos que trabalham no resgate, a sua proximidade espiritual, implorando sobre todos “a ajuda e a proteção de Deus”.