Procissão sai este domingo, percorrendo as principais artérias da cidade

Celebra-se amanhã o dia principal das festas em honra de Nossa Senhora das Angústias, uma da mais antigas e maiores festas da ilha do Faial, com a concelebração solene às 16h30, seguida de procissão que contará com a presença do clero do Faial e da ilha vizinha do Pico.

A festa que, para além do programa religioso, tem sempre associado um vasto cartaz cultural e desportivo, começou no passado domingo e, este sábado contou com a tradicional regata de botes baleeiros.

Já antes e aproveitando a circunstância do mês de maio ser dedicado a Maria, a paróquia promoveu duas conferências sobre duas conferências sobre Maria como modelo para uma nova humanidade, proferidas pelo sacerdote capuchinho Frei Herculano Alves.

Em declarações ao Igreja Açores o Pe. Nelson Pereira lembrou a importância de Maria para inspirar a conceção de discipulado nos dias de hoje.

“Olhando para a fé e para o silêncio de Maria e, ainda, para o episódio das bodas de Canã, encontramos um perfil de discipulado que nos deve inspirar e que serve de modelo para os dias de hoje”.

“As nossas ilhas são muito marianas; quase todas as igrejas têm uma invocação a Nossa Senhora” afirmou ainda o sacerdote que sublinha a importância do papel de Maria na espiritualidade de um cristão. E, acrescenta, por isso, “ é preciso olharmos para Ela para além da piedade popular, aprofundando o conhecimento e olhando para Ela como discípula”, referiu.

Com esta festa de Nossa Senhora das Angústias abre-se a temporada de festividades de verão na ilha do Faial.

Nossa Senhora das Angústias é a primeira invocação desta ilha, remontando aos tempos dos povoadores. No inicio a Festa em honra de Nossa Senhora das Angústias era a maior romaria da cidade da Horta, embora tivesse começado por ser mais uma festa paroquial.

A partir da celebração do V centenário do povoamento do Faial, esta festa ganhou a projeção que tem hoje e a procissão é a segunda maior da ilha.