Obra inédita coordenada pelo Maestro Francisco Botelho será apresentada pelo Reitor do Santuário do Senhor Santo Cristo

A coletânea de Cânticos para a celebração quotidiana “Diante do senhor”, da autoria do Maestro micaelense Francisco Botelho é lançada este domingo, dia 19, pelas 16h30, no Santuário do Senhor Santo Cristo dos Milagres.

A apresentação desta obra inédita, que reúne vários autores nacionais- António Cartageno, Ferreira dos Santos, Azevedo Oliveira, Monsenhor Fernando da Silva ou Josefa dos Santos- e regionais, nomeadamente de Antero Ávila, Pe Duarte Rosa, Ana Paula Andrade, Tomas Ferreira, Pe Piques Garcia, Pe Ricardo Henriques, Pe Ruben Pacheco, José António Garcia ou Rogério Massa, para destacar apenas alguns dos 21 nomes de compositores açorianos- estará a cargo do Reitor do Santuário, Monsenhor Augusto Cabral que, para além de “mentor” do projeto, “foi um apoiante incondicional, sem o qual a sua concretização não teria sido possível”, refere uma nota do autor enviada ao Sítio Igreja Açores.

Com esta inciiativa a diocese de Angra acompanha os esforços nacionais para a elaboração de um  livro de cânticos para as celebrações do quotidiano.

Em declarações prestadas ao Sítio Igreja Açores, o maestro refere que se trata de “um projeto inédito mas de grande utilidade” e que resulta “da procura de todos os cânticos que estão de acordo com a liturgia e com o missal romano, que são agora compilados numa só publicação que orienta toda a gente na celebração da Eucaristia”.

Esta coletânea “tem cânticos muito acessíveis que podem ser cantados por toda a gente”, diz o coordenador desta edição, também ele compositor, lembrando que no caso da liturgia dos domingos e dos dias de festa “os cânticos estão escritos em polifonia” enquanto que os dos dias de semana “estão preparados para uma só voz”.

Para o Presidente da Comissão Diocesana de Música Sacra, Pe Duarte Gonçalves da Rosa, que também estará presente  na cerimónia de lançamento, trata-se de um “trabalho muito interessante” justamente porque “90% das partituras visam ser cantadas pelo povo”.

De resto a Comissão Diocesana acompanhou este trabalho de Francisco Botelho, agora que acaba de ser criada uma delegação em São Miguel. Esta delegação é coordenada pelo maestro da Matriz de Ponta Delgada e integra um elemento de cada uma das oito ouvidorias de São Miguel- Hildeberto Piques Garcia (Ouvidoria da Ribeira Grande); José Eduardo Cabral (Ouvidoria de Fenais de Vera Cruz); Margarida Carreiro (Ouvidoria de Nordeste); Fernando Leite (Ouvidoria da Povoação); Jaime Nicolau Pacheco (Ouvidoria de Vila Franca do Campo); Carmen Subica (Ouvidoria da Lagoa); Fernando Sousa Mota (Ouvidoria de Capelas)- , José António Garcia (Representante da Comissão Diocesana), e ainda Ana Paula Andrade, que é a responsável pelo Conservatório Regional de Ponta Delgada. Os elementos desta delegação da Comissão Diocesana de Música tomarão posse no mesmo dia do lançamento do cantoral.

Esta delegação tem, ainda, entre mãos a recolha do acervo musical do Cónego Piques Garcia, uma selecção que deverá ficar concluída até ao final do ano.

Paralelamente, está a ser preparado um hinário dos padroeiros das 165 paróquias açorianas, um trabalho coordenado por Paulo Gusmão, também membro da Comissão Diocesana de Música Sacra.

De referir que a nível nacional está a ser, também, preparado um cantoral que inclui compositores regionais açorianos.

Às 17h00 será celebrada uma Eucaristia, que será presidida por Monsenhor Augusto Cabral, animada pelos elementos da Delegação da Comissão Diocesana de Música Sacra em São Miguel, e concelebrarão o Padre Duarte Gonçalves da Rosa, o Padre Marco Sérgio Tavares e o Padre Nemésio Medeiros.