A ilha conta com dois novos sacerdotes, os padres João Ponte e Tomás de Brito

A ilha do Pico celebrou o Dia da Igreja Diocesana na paróquia de Santo Antão, este domingo, reunindo clero e leigos, numa celebração presidida pelo Vigário Episcopal para o Ocidente, Pe. João Neves, e  que contou com a presença de todo o clero, liderado localmente pelo ouvidor eclesiástico Pe. Marco Martinho.

O anfitreão, Pe Luís Dutra, concelebrou juntamente com três dos sacerdotes que servem nas várias paróquias como párocos: os padres Tomás de Brito, João Ponte e Francisco Rodrigues.

Neste dia de festa, reuniu igualmente o Conselho Pastoral da ilha, no salão da Casa do Povo da Ribeirinha. O órgão, que reúne clero e leigos contou com a participação de duas dezenas de conselheiros, representantes das paróquias e dos movimentos de apostolado na ilha.

Os diocesanos picoenses vão desenvolver a sua caminhada sinodal de acordo com as orientações da diocese procurando apostar na formação e na vivência cristã. A primeira iniciativa tem lugar esta noite na Salão Paroquial da Madalena do Pico, onde o Vigário Episcopal para a Formação desenvolverá uma conferência sobre a Teologia dos Sinais dos Tempos, como de resto já apresentou em São Miguel e na Ilha Terceira.

Foi também apresentado o plano de formação para a Escola de Formação Cristã da Ouvidoria do Pico para este novo Ano Pastoral.

A ouvidoria do Pico quer igualmente desenvolver e aplicar o itinerário catequético desenvolvido pelo Patriarcado de Lisboa- Say Yes- aprende a dizer Sim-, destinado à catequese na adolescência e aguarda agora que o Serviço de Apoio à Catequese da diocese possa fazer essa apresentação.

A ilha montanha tem um grupo de jovens e recebeu no passado ano pastoral o primeiro Encontro Shalom Diocesano.

A ilha, que no ano passado recebeu pela primeira vez em muitos anos, o primeiro Cursilho de Cristandade, reativando assim o Movimento criado em Palma de Maiorca, possui ainda outros movimentos como o escutismo, a catequese e o CPM.