Reunião decorreu esta terça feira à noite de forma “muito participada”.

O Conselho Pastoral da Ouvidoria de Ponta Delgada quer “dinamizar e agilizar” o trabalho das quatro zonas pastorais de forma a garantir “uma melhor articulação” no próximo ano, disse esta quarta feira ao Portal da Diocese o Ouvidor de Ponta Delgada, Pe José Medeiros Constância.

 

“O balanço que fazemos é o de que há a necessidade de ativar e agilizar o trabalho das quatro zonas pastorais da Ouvidoria que ainda não desenvolvem um trabalho muito articulado entre si”, disse o Ouvidor ao Portal da Diocese.

 

Por isso, acrescenta, “no próximo ano procuraremos partir mais das bases nomeadamente da articulação entre as várias paróquias de cada zona para que possam atuar mais em conjunto, promovendo o trabalho pastoral”, sublinha o sacerdote, embora frise que do ponto de vista temático ainda “se desconhecem as orientações pastorais diocesanas e por isso não se tenha ido mais longe”.

 

“O Conselho Presbiteral debruçou-se muito sobre a Exortação Apostólica do Papa Francisco que recomenda uma saída em chave missionária e pensamos que esta saída nos vai permitir fazer uma determinada avaliação da igreja nos Açores” lembra José Medeiros Constância sublinhando a “necessidade” e a “urgência” de uma clarificação das prioridades do próximo ano pastoral em termos diocesanos.

A reunião do Conselho, que decorreu esta terça-feira à noite no Centro Missionário dos Dehonianos, em São Roque, e foi “muito participada quer do ponto de vista da quantidade quer da qualidade das intervenções”, procurou fazer, ainda, uma avaliação do ano pastoral que está a chegar ao fim.

 

Participantes na reunião do conselho pastoral

Os conselheiros realçaram “a formação especializada para os agentes da pastoral” que aconteceu mensalmente na ouvidoria e destacaram a “resposta aos desafios do ano da comunicação” nomeadamente com a criação da equipa da comunicação e cultura  ao nível da ouvidoria bem como a criação de um sitio na internet com informações atualizadas.

 

A ouvidoria criou neste ano pastoral três novas equipas que trabalham em articulação com o Conselho Pastoral, nomeadamente a equipa da comunicação e cultura, a equipa da pastoral familiar e a equipa da catequese de infância e docência, cujo trabalho “tem permitido uma maior corresponsabilidade de leigos na vida pastoral”.