Cerimónia de conclusão do Projecto “Trilhar Caminhos”, organizado pela Cáritas, decorreu esta manhã no Estabelecimento Prisional

A Cáritas dos Açores encerrou , esta manhã, no Estabelecimento Prisional de Angra do Heroísmo a primeira iniciativa do projeto Trilhar Caminhos,  numa cerimónia de entrega de certificados formativos aos  16 formandos que concluíram os cursos de Carpintaria e Eletricidade, bem como os certificados de participação no Programa Gerar Percursos Sociais.

O Projeto Trilhar Caminhos , financiado pelo Orçamento Participativo de Portugal (OPP) e pelo Governo Regional dos Açores em parceria com a Escola Profissional da Praia da Vitória, foi desenvolvido entre o dia 20 de maio de 2019 e 8 de abril de 2021.

Durante 40 sessões e divididos em duas turmas, estes reclusos integraram o programa“Gerar Percursos Sociais”, de prevenção e reabilitação psicossocial, dinamizado em 40 sessões, agrupadas em cinco módulos sequenciais: comunicação, relacionamento interpessoal, distorções cognitivas, significado das emoções e crenças disfuncionais, sendo uma ferramenta essencial para o desenvolvimento pessoal e social do recluso.

A aplicação do Programa esteve a cargo de uma Psicóloga do Instituto de Segurança Social dos Açores e de uma Técnica de Serviço Social da Cáritas da Ilha Terceira, informa uma nota da Cáritas, enviada ao Igreja Açores.

De salientar que no âmbito deste Projeto, os reclusos da turma de carpintaria construíram uma caixa em madeira que serviu para elaboração de cabazes de Natal da Empresa de Inserção Social “As Nossas Quintas”.

“Trilhar Caminhos” é um projeto promovido pela Cáritas dos Açores em Parceria com a Escola Profissional da Praia da Vitória e o Ministério da Justiça, sendo financiado através do Orçamento Participativo de Portugal (OPP) e pelo Governo Regional dos Açores.