Entre os santos assinalados pela igreja durante o mês de agosto contam-se muitos padroeiros celebrados num tom mais festivo na diocese de Angra

Tal como acontece um pouco por todo o país também a diocese de Angra vai estar particularmente em festa durante o mês de agosto celebrando nas diferentes paróquias e santuários festas em honra dos seus padroeiros.

Este fim de semana ganha particular relevância a festa do Senhor Bom Jesus do Pico que este ano é presidida pelo bispo auxiliar de Braga, D. Nuno Almeida, que terá como tema principal das suas pregações o tema da festa, uma passagem dos Atos dos Apóstolos “Há mais alegria em dar do que em receber” (Act 20,35), a mesma passagem que inspirou as festas do senhor Santo Cristo dos Milagres, em Ponta Delgada, este ano.

A festa na ilha montanha arrancou a 27 de julho com uma novena que foi pregada pelo cónego Ricardo Henriques, vice-reitor do Seminário Episcopal de Angra, ouvidor eclesiástico de Angra e pároco in solidum da Catedral diocesana.

O inicio oficial desta festa, em São Mateus, foi marcado pela procissão de transladação da imagem do Senhor Bom Jesus Milagroso pelo exterior da Igreja, para o trono do Santuário seguida da celebração da Eucaristia, que este ano voltou a ser presidida pelo Vigário Episcopal do Ocidente, Pe. João Bettencourt das Neves. Já o Cónego Ricardo Henriques partiu sempre do Evangelho do dia tendo-se debruçado particularmente sobre a nova exortação do Papa sobre a Santidade “Alegrai-vos e exultai”, onde Francisco apresenta casos concretos de vivência da Santidade que deve ser o caminho de todos os cristãos.

A festa do Bom Jesus do Pico, que se prolonga até dia 7, é uma das mais importantes das ilhas do triângulo, levando à ilha Montanha milhares de forasteiros, razão pela qual o Governo Regional dos Açores concedeu tolerância de ponto aos funcionários da Administração Pública Regional nesta ilha.

As Festas do Senhor Bom Jesus Milagroso no Pico remontam ao ano de 1862, quando o emigrante Francisco Ferreira Goulart trouxe do Brasil uma imagem do Senhor Bom Jesus, cópia fiel daquelas que se veneram. Esta devoção já cá existia, venerando-se imagens do Senhor Crucificado, como se pode ainda ver nos Inventários das Igrejas Paroquiais. Mas foi a partir da chegada da Imagem a São Mateus do Pico, que mais se intensificou a devoção ao Ecce Homo.

O dia grande da Festa é o dia 6 de agosto, que começa com  Alvorada pela Filarmónica Lira de São Mateus. A solene concelebração eucarística, presidida por D. Nuno Almeida, terá lugar às 16h00; segue-se o desfile de filarmónicas e a solene procissão. A festa termina com dois concertos pelas  Filarmónica União Faialense e  Filarmónica União Artista de São Roque.

As festas do Senhor Bom Jesus encerram no dia 7 de agosto, com a Eucaristia com a Transladação da Veneranda Imagem do Senhor Bom Jesus Milagroso para a Sua Capela, às 19h30; um concerto da Tuna da Escola de Música do Centro Social e Cultural da Silveira seguido de outro concerto pela  Filarmónica Lira Fraternal Calhetense.

No Pico, além da festas em honra do Senhor Bom Jesus Milagrosos, haverá ainda as festas do Cais de Agosto e também as festas em honra de Nossa Senhora de Lourdes, que integram, uma vez mais, a Semana dos Baleeiros.

Santa Maria vestir-se-á de festa no dia 15 de agosto. É a única ilha açoriana em que o feriado principal coincide com a Solenidade de Nossa Senhora da Assunção.

Na ilha de São Miguel, todas as ouvidorias estarão em festa durante o mês de agosto. Já este fim de semana, realizam-se as festas de Ponta Garça.O bispo da arquidiocese metropolitana de Belém do Pará, no Brasil, preside às festas em honra de Nossa Senhora da Piedade, em Ponta Graça, na ouvidoria de Vila Franca do Campo, São Miguel. O prelado diocesano, ligado à Comunidade obra de Maria, a que pertence o pároco de Ponta Garça, Pe. Oniel Ramiro, irá presidir aos principais dias da festa, entre 3 e 5 de agosto, durante a Missa campal e depois na missa solene e procissão no dia da festa.

O prelado é natural de Nova Lima, estado de Minas Gerais,  e foi nomeado arcebispo a 27 de março de 1996. Começou por ser bispo auxiliar de Brasilia e, depois,  arcebispo de Palmas. Atualmente é arcebispo de Belém do Pará.

A festa em honra de Nossa Senhora da Piedade, na Ponta Graça, começa a ser preparada com o tríduo que será pregado pelo Pe. João Luciano Rodrigues, que celebrou este ano as suas bodas de ouro sacerdotais e, sendo natural de Ponta Graça, a paróquia entendeu que este convite seria uma espécie de homenagem ao sacerdote.

Também este fim de semana a ouvidoria da Lagoa está em festa, em honra do Sagrado Coração de Jesus e de Nossa Senhora do Rosário, na Matriz de Santa Cruz da Lagoa , de 3 a 7 de agosto.

Em Ponta Delgada, celebra-se a Festa de Nossa Senhora das Neves, em Ponta Delgada, até dia 7 de agosto, que vai ser presidida pelo mais novo sacerdote açoriano, Pe Nuno Fidalgo, ordenado no passado dia 30 de junho.

A Festa do Sagrado Coração de Jesus da Conceição, na ouvidoria da Ribeira Grande, até dia 8 de agosto também está a mobilizar as comunidades cristãs desta ouvidoria da costa Norte da ilha de São Miguel.

Na maior ilha do arquipélago destaque ainda para as festas de Nossa Senhora dos Remédios, na Bretanha, na ouvidoria das Capelas, até 9 de agosto; Festa de Nossa Senhora dos Anjos, em Água de Pau, entre 6 e 18 de agosto, tendo como ponto alto o dia 15 de agosto e Festa em honra de Nossa Senhora da Ajuda, na Ribeira Grande entre 13 e 19 de agosto. Ainda na ouvidoria da Ribeira Grande, realizam-se as festas em honra de Nossa Senhora das Vitórias, na igreja paroquial de Santa Bárbara entre 20 e 29 de agosto.

Já na ouvidoria de Vila Franca do Campo, destaque para as Festas do Bom Jesus da Pedra, entre 22 e 30 de agosto.

As cerimónias religiosas realizam-se no último domingo de agosto, “pelo menos desde 1903”, data da autorização do Papa Leão XIII para que as festividades fossem reconhecidas, como está expresso num documento da Sagrada Congregação dos Ritos, que a Santa Casa guarda no seu arquivo.

“Não é fácil precisar” quando começou o culto e as festas, mas “há uma lenda” que refere que a imagem Senhor da Pedra apareceu na praia do Corpo Santo “dentro de uma caixa de madeira”, “em data desconhecida”.

As duas imagens – a primitiva e a atual – representam a imagem do “Ecce Homo”, o Cristo coroado de espinhos, sentado numa pedra.

Na Terceira as festas da Praia, de 3 a 12 de agosto, têm como ponto alto em termos religiosos a missa campal e a  procissão em honra de Nossa Senhora da Boa Viagem na Praia da Vitória, uma celebração que coincide com o encerramento das Festas da Praia, na ilha Terceira.

A tradição é antiga, e a atual festa pretende recuperar a primeira procissão dos marítimos, ligada ao Império do mesmo nome, que todos os anos homenageava São Pedro Gonçalves.

Este costume foi interrompido e há seis anos a Câmara decidiu recuperar esta procissão integrando-a no encerramento das festas da Praia tal como fez com a festa de Santa Rita, que inaugura o evento.

Neste dia, a imagem de São Pedro Gonçalves, juntamente com a de Santa Bárbara e a da Nossa Senhora da Boa Viagem, seguem nas traineiras em cortejo processional, no mar, tal como a Coroa do Império dos Marítimos (cujo bodo acontece anualmente no domingo da Trindade), acompanhadas das filarmónicas.

O cortejo sai do Porto da Praia, no Cabo da Praia, por mar e chega à Marina, de onde segue até à principal praça da cidade, a Francisco Ornelas da Câmara, onde é celebrada a Missa Campal.

Na Terceira, também o Folk Azores Festival, de 12 a 19 de agosto, terminará também com uma grande celebração ecuménica na Igreja da Sé em Angra, no último dia do festival.

Na ilha Graciosa, a ouvidoria também tem pela frente um mês de grande realização festiva. Na ilha branca celebra-se este mês de agosto a Senhora da Guadalupe, a 7 de agosto; segue-se o Senhor Santo Cristo dos Milagres da Graciosa entre 12 e 16 de agosto; a Senhora da Ajuda a 15 de agosto; a Senhora de Lourdes no Carapacho a 21 e Santo António, no lugar da Vitória a 28 de agosto.

No Faial além das festas dos padroeiros destaque para a Semana do Mar que arrancou com a festa em honra de Nossa Senhora da Guia.

Em São Jorge , o destaque vai para as festas do Senhor Santo Cristo da Caldeira a 1 e 2 de setembro.