Iniciativa decorre em Vila Franca do campo no âmbito do centenário do jornal “A Crença”

O Serviço Diocesano da Pastoral das Comunicações Sociais da Igreja e a ouvidoria de Vila Franca do Campo, na ilha de São Miguel, promovem no próximo dia 5 de novembro as jornadas diocesanas de comunicação social, na Escola Secundária de Vila Franca do Campo, a partir das 9h30.

A iniciativa insere-se no âmbito das comemorações do centenário do jornal vilafranquense “A Crença” e reunirá uma série de especialistas que irão debater o contributo dos media para a evangelização do arquipélago e os desafios que se colocam à comunicação social de inspiração cristã, em particular nos Açores.

“De onde vimos e para onde vamos, com que órgãos e meios e que desafios se colocam para que a comunicação social de inspiração cristã consiga alcançar o seu principal objetivo que é ser um espaço de evangelização”, dizem os responsáveis.

Dado que estas jornadas se realizam no contexto das comemorações do centenário do jornal A Crença, pretende-se, por outro lado, que delas saia um contributo efetivo para o futuro deste jornal local, que se pretende possa vir a ser um jornal de dimensão de ilha.

As jornadas começam às 9h30, com a sessão de abertura presidida pelo Bispo de Angra, D. António de Sousa Braga, seguindo-se a conferência inaugural sobre a história da imprensa cristã nos açores e a relação com os media generalistas, pela Professora Doutora Susana Serpa Silva, da Universidade dos Açores.

Os Meios de comunicação social de inspiração cristã e o seu contributo para a evangelização no arquipélago é o tema da primeira mesa redonda em que participarão os diretores dos jornais A Crença, Pe António Cassiano e do Dever, Pe João Bettencourt das Neves, o jornalistaLuciano Barcelos, da RTP Açores e Renato Moura, ex Diretor do Jornal As Flores.

Da parte da tarde realiza-se a segunda mesa redonda sobre “Os desafios dos órgãos de comunicação social de inspiração cristã na sociedade das TIC´S” com o Cón. António Rego, o Diretor da Revista Família Cristã, Pe Francisco Rebelo e o Pe José Paulo Machado.

As jornadas encerram com uma conferência do Diretor da Agência Ecclesia, Paulo Rocha.

A iniciativa da Diocese é aberta ao público em geral.