Encontro diocesano teve lugar em Ponta Delgada, com dirigentes nacionais

O Serviço Diocesano da Pastoral da Família da nossa Diocese, promoveu um Encontro do Movimento Esperança e Vida (MEV), esta terça feira, em Ponta Delgada, com o intuito de “reativar” o movimento “que se encontra adormecido”.

Numa nota enviada ao sítio Igreja Açores, os responsáveis da Pastoral Familiar recordam que o MEV “outrora muito vivo na nossa Diocese, tem estado adormecido, mas pode continuar a ter o seu lugar na Pastoral da Familiar”.

Esta terça feira participaram na jornada de oração e reflexão quatro dezenas de viúvas que ouviram da Presidente Nacional do MEV, Manuel Carvalhão dos Santos, palavras de estímulo para  a reativação de muitos dos núcleos paroquiais que se encontram adormecidos

“O dia foi preenchido por momentos de reflexão, oração-celebração e de alguns compromissos. Tomou-se consciência da realidade das famílias nos Açores e da viuvez “ refere a nota.

O Movimento Esperança e Vida é uma Associação de Apostolado Laical de nível nacional, constituída e dirigida por mulheres viúvas que se sentem chamadas, em espírito cristão e apostólico, a dar apoio a mulheres atingidas pela provação da viuvez (Art. 1.º dos Estatutos). Os objetivos do M.E.V. são ajudar a viúva a encontrar ou a reforçar o equilíbrio humano e espiritual, normalmente abalado pela viuvez, refere o Anuário Católico.

O MEV  foi fundado em França, em 1944, e apareceu em Portugal em 1958. Encontra-se implantado em 16 dioceses, entre elas, a de Angra.

O Movimento de espiritualidade e de compromisso apostólico tem como meios: a acção individual , a reunião mensal , a realização de convívios , de iniciativas culturais e de retiros. Tem uma base na paróquia ou na Ouvidoria, através de núcleos paroquiais ou inter-paroquiais,  ligados à Direção Diocesana, actualmente a ser constituída, sendo a sua Presidente membro da Equipa Diocesana do Serviço da Pastoral Familiar e Laicado.

 

Encontro MEV – Pio XII – Ponta Delgada.

Flickr Album Gallery Powered By: Weblizar